Aluprof: Segurança contra incêndios é fundamental num contexto de alterações climáticas

Categorias: Produtos

Por que razão a segurança contra incêndios é fundamental num contexto de alterações climáticas?

Os estudos do Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia salientam claramente que o risco de incêndio aumenta com as alterações climáticas. Para a indústria AEC (Architects, Enginners, Constructors)  isso significa  rever as normas de segurança contra incêndios e garantir que os riscos sejam minimizados. Quais  são as soluções que os projetistas e os construtores podem usar? (imagem 1)

Incêndios em edifícios em Portugal – um problema crescente

Geralmente, são noticiados relatos de incêndios nas florestas, no entanto, eles também ocorrem nas cidades e, infelizmente, esta realidade é cada vez mais frequente. Segundo os dados  da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), o número de incêndios em edifícios está a aumentar. Em 2017, ocorreram 18.569 incêndios em Portugal, e dois anos depois, os números apontam para 20.535 incêndios, o que representa um aumento de quase 10 %.

Cada vez há mais incêndios em edifícios residenciais e o número de incêndios industriais diminuiu ligeiramente, mas a maioria atinge edifícios comerciais, hoteleiros e públicos.

Além das enormes perdas económicas, os incêndios constituem também um risco de morte. Os dados da APSEI (Associação Portuguesa de Segurança) mostram que cerca de 60-100 mortes por ano, em Portugal, são causadas por incêndios urbanos, com uma taxa de mortalidade de 0,57 por 100.000 habitantes. Esta percentagem é inferior à de outros países da UE (União Europeia), como a Grécia (1,05), a Hungria (1,53) e a Roménia (1,73), mas cada vítima representa um drama que poderia ter sido evitado.

Parte da culpa pelo aumento do número de incêndios pode ser atribuída às alterações climáticas, que estão a afetar cada vez mais o mundo inteiro. Eventos climáticos extremos na forma de tempestades violentas com descargas elétricas, ondas de calor, que aumentam as temperaturas médias, e a humidade mais baixa favorecem os incêndios. De acordo com o IPCC (Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas),até 2050, Portugal estará cada vez mais seco e quente e, portanto, suscetível a incêndios. Além disso, a sua linha costeira longa e ligeiramente irregular torna fenómenos climáticos extremos muito mais comuns no país.

Face a estas importantes alterações climáticas, é crucial aumentar a segurança contra incêndios dos edifícios pela indústria AEC para reduzir a pegada de carbono por ela gerada.

Ambos os objetivos podem ser alcançados com o uso de materiais e tecnologias de construção apropriados que atendam às normas rigorosas de proteção contra incêndios e representem uma carga menor para o meio ambiente – explica Augusto Ferraria, especialista da marca Aluprof.

Proteção contra incêndios em edifícios

A segurança contra incêndios deve ser considerada durante a conceção de um edifício. A combinação hábil de sistemas de exaustão de fumo, sistemas de proteção contra incêndios, janelas e portas à prova de fumo, paredes corta-fogo ou zonas corta-fogo permitem reduzir o risco de incêndio e aumentar a segurança das pessoas no edifício.

Divisórias contra incêndio Aluprof

A Aluprof desenvolve um portefólio de sistemas de proteção contra incêndio há alguns anos e apresenta soluções que não só aumentam a segurança do edifício, como também se pautam pela preocupação ecológica, sendo consistentes com as normas de construção sustentável. Um excelente exemplo é o sistema MB-86EI, que combina as vantagens de um sistema de janelas e portas com as propriedades de divisórias à prova de fogo. A instalação, usando o sistema MB-86EI, atende às normas de proteção ambiental, tem um alto nível de isolamento térmico (Uw de 0,86W/(m2K) e, ao mesmo tempo, é um sistema corta fogo. (imagem 2)

Outra proposta da marca Aluprof são as divisórias MB-78EI com alto isolamento acústico, que podem ser utilizadas tanto em ambientes internos quanto externos. A construção de divisórias baseada em perfis de alumínio termicamente isolados proporciona proteção contra incêndios, excelente coeficiente de transferência de calor e possibilidade de obter estruturas à prova de fumo (por exemplo, com o uso de portas corta-fogo deslizantes automáticas MB-78EI DPA). Além disso, graças à possibilidade de dobrar perfis e construir estruturas em arco, as divisórias podem ser usadas em vários tipos de arquitetura e na revitalização de edifícios. (imagem 3)

 

Telhados envidraçados com proteção contra incêndios

A solução perfeita que permite trazer luz natural para o edifício, mantendo a segurança contra incêndios, são os telhados envidraçados baseados na fachada de alumínio MB-SR50N EI. Os seus perfis, montantes e travessas são, como nos sistemas de fachada, equipados com inserções de proteção contra incêndios. A Aluprof fornece estruturas que permitem a construção de telhados envidraçados com proteção contra incêndios com uma inclinação de 0o a 80o. (imagem 3)

Janelas, portas e sistemas de fachada corta fogo

O verdadeiro risco para as pessoas que se encontram num edifício durante um incêndio não é o fogo, mas o fumo. Janelas e portas de extração de fumo garantem a segurança das pessoas durante um incêndio. A Aluprof oferece soluções baseadas em sistemas de janelas e portas MB, soluções de telhado ou janelas basculantes em estruturas de fachada. São soluções versáteis que primam pela sensibilidade estética, sendo capazes de se ajustar aos mais variados projetos.

A Aluprof está a expandir constantemente a oferta de soluções de proteção contra incêndios, mas o que é mais importante, no caso de escolher estruturas de alumínio, é o seu impacto positivo no meio ambiente. Como matéria-prima totalmente reciclável, o alumínio numa época de alterações climáticas em que se impõe a redução da pegada de carbono, não deve ser subestimado

Let’s Build a Better Future

O futuro do nosso mundo está nas nossas mãos. Os construtores, os projetistas e os investidores têm uma enorme responsabilidade pelas gerações presentes e futuras. Pode-se construir bem, de maneira ecológica, minimizando o risco de incêndios em edifícios residenciais ou industriais. Vale a pena escolher soluções comprovadas que garantam a proteção do Homem e de uma casa que é de todos, o Planeta.

 

 

Imagem 1: EQUAL Business Park B, Cracóvia, Polónia. Sistemas utilizados: MB-45, MB-59S, Casement MB-70,MB-78EI,MB-86,MB-SR50N,MB-SR50N EFEKT

Imagem 2: The Apex, Londres, Reino Unido. Sistemas utilizados: MB-59S, MB-70, MB-SR50N, MB-TT50

Imagem 3: Paynes&Borthwick, Londres, Reino Unido   Sistemas aplicados: MB-78EI

Imagem 4: Capital Quarter Cardiff, Cardiff, Reino Unido   Sistemas utilizados: MB-SR50N EI

LINKS
Galeria
artigos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.