Growroom, ou como Abrantes tem espaço para crescer a partir de um jardim comunitário

Categorias: Sustentabilidade

Growroom é a proposta de uma dupla de arquitectos dinamarqueses para trazer a agricultura de volta à cidade. Um dos co-criadores construiu um jardim comunitário em Abrantes, durante o 180 Creative Camp. Mas qualquer pessoa pode fazer o seu, através do manual disponível online.

Como é que a arquitectura pode ajudar a trazer a produção de comida — e a natureza — de volta às cidades? Mads-Ulrik Hussum, arquitecto dinamarquês, está sentado dentro de uma possível resposta. “Criámos este conceito de agricultura urbana em que tens uma esfera, podes plantar vegetais e sentar-te lá dentro com eles”, resume, ao P3.

Chamaram-lhe Growroom. “Pensámos numa forma das pessoas conseguirem cultivar os seus vegetais à porta de casa, de uma forma bonita e sustentável”, continua, “que poupe recursos escassos, como é o caso do próprio espaço”.

A dupla de jovens arquitectos dinamarqueses, Hussum e Sine Lindholm, apresentou a estrutura — criada em parceira com o laboratório de inovação Space10 — em 2016, na Chart Art Fair, uma competição de arquitectura em Copenhaga. Saíram vencedores na categoria de “agricultura urbana”. Agora, Mads-Ulrik veio a Abrantes, Santarém, “plantar” uma esfera que irá originar uma horta comunitária para a cidade (ou um jardim). O convite chegou da parte do canal180, integrado na componente "Fábrica" do 180 Creative Camp, que convida artistas a deixarem uma marca na cidade que dure além da semana na qual mais de cem criativos de várias nacionalidades se reúnem no centro de Portugal.

Mas o arquitecto nem precisava de ter vindo pessoalmente montar a estrutura  — o design que co-criou está disponível para ser usado por qualquer pessoa desde Fevereiro de 2017, sob uma licença de Creative Commons.

© P3 Renata Monteiro (texto) . Teresa Pacheco Miranda (vídeo)

LINKS
Galeria
artigos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

BMI Portugal

Garantimos soluções eficientes para coberturas  

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total