12.ª edição do Prémio Vilalva

Início em 01/10/2019 até 16/10/2019

Categorias: 12 dezembro2019

 

O Prémio Maria Tereza e Vasco Vilalva, no valor de 50 mil euros, distingue projetos de excelência na área da conservação, recuperação, valorização ou divulgação do Património português, imóvel ou móvel.

Em homenagem a Vasco Vilalva, mecenas a quem o país muito deve na área da recuperação e da valorização do Património, a Fundação Calouste Gulbenkian decidiu criar um prémio anual com o seu nome, atribuído pela primeira vez em 2007, destinado a assinalar intervenções exemplares em bens móveis e imóveis de valor cultural que estimulem a preservação e a recuperação do Património. Após a morte da Condessa de Vilalva, em 2017, o Prémio recebeu o nome de Maria Tereza e Vasco Vilalva.

No quadro de um acordo estabelecido com a Fundação Calouste Gulbenkian e correspondendo à vontade manifestada por Maria Tereza Burnay de Almeida Belo Eugénio de Almeida de homenagear a memória do seu marido Vasco Vilalva, mecenas a quem o país, e em particular o Alentejo, muito deve na área da recuperação e da valorização do Património, a Fundação Calouste Gulbenkian criou um prémio anual com o seu nome, destinado a assinalar intervenções exemplares em bens móveis e imóveis de valor cultural que estimulem a preservação e a recuperação do Património. Após a morte da Condessa de Vilalva, em julho de 2017, a Fundação Calouste Gulbenkian decidiu alterar o nome do Prémio para Prémio Maria Tereza e Vasco Vilalva.

O presente Prémio tem como objetivo distinguir projetos de excelência na área da conservação, recuperação, valorização ou divulgação do Património português, imóvel ou móvel.

A designação do Prémio constitui uma homenagem à memória dos mecenas Maria Tereza e Vasco Eugénio de Almeida, condes de Vilalva.

 

Candidaturas

1. As candidaturas, em seis exemplares, poderão ser apresentadas relativamente a projetos de intervenção, a intervenções em curso ou a intervenções concluídas no ano a que se reporta o Prémio.

2. As candidaturas deverão ser instruídas com os projetos de intervenção, incluindo a identificação e os curricula de toda a equipa do projeto.

3. Poderão candidatar-se ao Prémio os possuidores, proprietários ou titulares de outros direitos reais de gozo sobre os bens em causa, os promotores das intervenções ou as equipas técnicas responsáveis pela execução dos projetos. 4. Em qualquer dos casos referidos no ponto 3. a candidatura deve ser também subscrita pelo proprietário ou titular de outros direitos reais de gozo sobre os bens em causa, e indicar a quem será entregue o valor do prémio no caso de ser bem sucedida.

 

Candidaturas até 16 de dezembro 2019

Mais informações consultar regulamento ver pdf.

LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • Tema: 12.ª edição do Prémio Vilalva
Galeria
concursos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Dekton by Cosentino

Projetos sem limites

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total