Espaço de Arquitetura

Concurso “Fotografia FNA”

Categorias: 04 abril2019

Considerações gerais

 

O concurso “Fotografia FNA” é um projeto iniciado em 1991, no quadro da Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, organizada pela Associação para Defesa do Património e Artesanato (ADAPVC).

 

A temática do concurso “Fotografia FNA” inscreve-se no próprio teor da Feira Nacional de Artesanato de Vila Conde – O Artesanato Português – cuja 42ª edição decorre de 27 de julho a 11 de agosto 2019.

 

Esta iniciativa tem como missão promover e dignificar o artesanato enquanto herança cultural e identitária, através da dimensão estética da fotografia, como meio de fruição, expressão e arquivo do património cultural.

 

Na sua 28ª edição, para assinalar a comemoração do Ano Europeu do Património Cultural, damos um novo impulso a este projeto e, simultaneamente, uma maior consistência para aprofundar o conhecimento e a valorização das artes tradicionais.

 

Pretende-se implicar um maior número de fotógrafos a nível nacional, incentivar um maior envolvimento e cumplicidade entre artesãos e fotógrafos e permitir um registo mais abrangente do artesanato nacional.

 

Assim, os fotógrafos poderão desenvolver o seu trabalho em qualquer ponto do território nacional, onde o artesanato aconteça, deixando o recinto da Feira Nacional de Artesanato de ser o palco exclusivo do concurso.

 

1 – PARTICIPANTES

– São admitidos a concurso fotógrafos profissionais ou amadores portugueses ou estrangeiros residentes em Portugal;

– Ao inscrever-se o concorrente assume ser o único detentor dos direitos de autor dos trabalhos a concurso e que os mesmos nunca foram publicados ou apresentados a qualquer outro concurso;

– Os participantes cedem à Organização, graciosamente, os direitos de reprodução das suas obras, que as poderá utilizar sob qualquer forma para a comunicação e promoção deste concurso e da Feira Nacional de Artesanato;

– Não são admitidos a concurso membros da organização ou do júri;

– Os menores de 18 anos devem apresentar uma autorização expressa de ambos os pais ou do responsável legal.

 

2 – TEMA

O tema do concurso são as artes tradicionais portuguesas, que devem ser abordadas por setor de atividade: Azulejaria; Olaria; Cestaria; trabalho em ferro; Arte do vitral; Olaria; Chapelaria; Trabalho em pedra, Tecelagem, etc.

3 – MODALIDADE
Os trabalhos a concurso devem ser apresentados sob a forma de portefólio e visar uma única arte artesanal ou setor de atividade. Tratando-se de um trabalho fotográfico, documental e artístico, de 6 a 10 imagens, a cor ou preto e branco, considera-se fundamental que as imagens sejam esteticamente concebidas e tecnicamente positivas.

Valorizando a coerência do portefólio, no sentido de explicitar os métodos de produção da obra: a sua especificidade regional como arte tradicional, embora com as eventuais evoluções temáticas e estéticas, as matérias-primas e as técnicas utilizadas, a sua função utilitária eou artística, o artesão em ação e a obra terminada, ligando-a eventualmente à sua divulgação e exposição.

4 – MATERIAL A CONCURSO
4.1.- São aceites fotografias digitais a cor ou a preto.
4.2.- As fotografias apresentadas a concurso não podem ser manipuladas, à exceção do normal tratamento de enquadramento, reequilíbrio de cor, densidade e contraste. O autor deve preservar os originais e disponibiliza-los caso o júri os solicite. O não cumprimento do exposto será objeto de desclassificação;
4.3.- Só são aceites ficheiros RGB, formato TIFF, com 5000 píxeis no lado maior (mais ou menos 10%)
4.4.Cada portefólio deverá ter um título ou legenda e deverá ser acompanhado de uma memória descritiva, conforme formulário (nome do concorrente, título do portefólio, nome do artesão, etc.)
4.5.– Cada concorrente poderá participar com o máximo dois portefólios.

5 – INSCRIÇÃO
5.1.- A inscrição é gratuita e deve ser efetuada online, no site do concurso, utilizando o formulário de inscrição até 30 de abril.
5.2.– Todos os inscritos receberão um e-mail de confirmação.

6 – DATA LIMITE DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS
Os trabalhos deverão ser enviados online através do site até às 24 horas do dia 07 de junho – acompanhados da memória descritiva (formulário online, o nome do autor deve corresponder ao da inscrição), com o assunto “Concurso fotografia FNA”
OU
Por correio registado, em CD ou DVD, até às 17 horas do dia 07 junho para o Endereço:
ADAPVC
Concurso Fotografia FNA
Praça Luís de Camões, 31 2º Dto
4480-719 Vila do Conde

Acompanhados da respetiva memória descritiva (formulário online, o nome do autor deve corresponder ao da inscrição).

7 – AVALIAÇÃO E SELEÇÃO
Verificada a conformidade das candidaturas apresentadas a concurso com o presente regulamento, os trabalhos serão submetidos à apreciação do júri.
O júri, a anunciar oportunamente, alheio à organização da Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, elegerá os trabalhos vencedores: portefólios e imagens significativas que se possam destacar nos portefólios. Sendo que 50 é o número máximo de fotografias selecionadas, entre portefólios e eventuais imagens individuais.

8 – PREMIAÇÃO
8.1 – Os trabalhos eleitos darão lugar a uma exposição fotográfica itinerante que será inaugurada no decorrer da 42ª edição da Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde que decorre de 27 de julho a 11 de agosto de 2019.
8.2 – Entre os trabalhos eleitos será designado o portefólio vencedor ao qual será atribuído um prémio monetário de 3.000 euros.
8.3 – O Júri reserva-se o direito de não atribuir qualquer prémio, assim como decidir da atribuição de Menções Honrosas
8.4 – A decisão do júri é irrevogável, não havendo lugar a recurso.

9 – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
1º – Adequação ao tema do concurso;
2º – Criatividade;
3º – Estética;
4º – Técnica;

10 – SITUAÇÕES IMPREVISTAS
Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pelo júri e organização do concurso.

LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • Tema: Concurso “Fotografia FNA”
Galeria
concursos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

BMI Portugal

Garantimos soluções eficientes para coberturas  

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total