Lançado concurso público internacional para nova ponte no Douro

Início em 16/03/2021 até 31/07/2021

Categorias: 07 julho2021
Foi hoje, 16 de março, lançado o concurso público internacional de conceção de uma nova ponte sobre o rio Douro, entre o Porto e Vila Nova de Gaia, para circulação do Metro do Porto. No evento, nos Jardins do Palácio de Cristal, presidido pelo Primeiro-Ministro, António Costa, com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, e do secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, foram também consignadas as empreitadas das linhas Rosa e Amarela do Metro do Porto.
Ao abrigo do concurso de ideias para a nova ponte, os projetos submetidos até julho de 2021 cujos estudos prévios fiquem classificados nos três primeiros lugares, receberão prémios entre os 50 e os 150 mil euros.
O júri do concurso, composto por 11 elementos, inclui, entre outros, os arquitetos Eduardo Souto de Moura, Alexandre Alves Costa, Inês Lobo e os engenheiros Júlio Appleton e Rui Calçada. O projeto vencedor, a quem será adjudicada a execução do projeto da nova ponte, será conhecido no segundo semestre deste ano e o início das obras, depois de realizado concurso para a construção, deverá suceder nos primeiros meses de 2023.
A nova ponte, com uma estimativa de custo de empreitada de 50 milhões de euros, será de uso exclusivo do metropolitano, com vias para peões e bicicletas, ligando o Campo Alegre (entre a Faculdade de Letras e a Faculdade de Arquitetura), no Porto, à VL8 (junto ao Arrábida Shopping), em Vila Nova de Gaia.

Nova Linha Rosa e extensão da Linha Amarela

A nova Linha Rosa do Metro do Porto será composta por quatro estações e cerca de três quilómetros de via, ligando S. Bento/ Praça da Liberdade à Casa da Música, servindo o Hospital de Santo António, o Pavilhão Rosa Mota, o Centro Materno-Infantil e a Praça de Galiza. Esta linha é início de uma circular interna que fará a ligação com os restantes eixos da rede do Metro.
A extensão em três quilómetros da Linha Amarela permitirá a ligação de Santo Ovídio a Vila d’Este, reforçando a cobertura do Metro em Vila Nova de Gaia. O projeto considera três novas estações: Manuel Leão (junto à Escola Soares dos Reis e ao Centro de Produção da RTP), Hospital Santos Silva (o terceiro maior hospital da zona Norte) e Vila d’Este (zona residencial com cerca de 17 mil habitantes).
As obras das linhas Rosa e Amarela iniciam-se desde já, prolongando-se até 2023. O investimento global nos projetos destas duas linhas ronda os 407 milhões de euros – incluindo expropriações, projetos, fiscalização, equipamento e sistemas de apoio à exploração -, sendo o financiamento assegurado pelo Fundo Ambiental e por fundos Europeus no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), geridos pelo Ministério do Ambiente e da Ação Climática.
As intervenções nas duas linhas darão origem, de acordo com os estudos de procura que ditaram estas opções, à conquista de 10 milhões de clientes anuais, ficando todos os centros hospitalares da Área Metropolitana do Porto com oferta de transporte público metropolitano.
Estas obras representarão menos dezassete mil carros nas ruas da Área Metropolitana do Porto e menos quatro mil toneladas de emissões poluentes¬ por ano.
Recorde-se que, atualmente, a rede do Metro do Porto tem 67 quilómetros, com seis linhas que servem sete concelhos e 82 estações, movimentando anualmente mais de 71 milhões de clientes (valor de 2019, o último exercício antes da pandemia).
Aguardar regulamento do concurso.
Imagem © Unsplash / Daniel Seßler @danielsessler
LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • Concurso Público: Nova ponte no Douro
Galeria
concursos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Webinars Leca®

Inscreva-se!