Atelier 106

Categorias: Arquitetos
O Atelier 106 das arquitetas Marta Galvão Teles e Filipa Taborda, está sedeado em Lisboa.
Procuramos novas respostas e formas de atuar nos espaços, adequadas aos desafios e às necessidades de hoje, seja na construção nova, na área da reabilitação, como na arquitetura social. Acreditamos e apostamos num trabalho multidisciplinar e integrado, numa escala de proximidade com o lugar e com as pessoas, tendo por objectivo a potencialização do espaço e a valorização do património, quer natural quer construído.

Denominamos de Arquitetura Inclusiva, os projetos que desenvolvemos não para um cliente mas para (e sobretudo) em conjunto com uma comunidade. O que distingue esta arquitetura é o fato de não ser imposto um projeto, para o efeito, é usada o que se chama de inteligência coletiva, são apreendidos os hábitos e tradições existentes no local, como protótipos, de forma a usa-los como elementos enriquecedores na construção do espaço. Este tipo de trabalho exige uma equipa multidisciplinar e a constante recriação de novas técnicas de abordagem que aproximem o trabalho do arquiteto do cidadão comum. A linguagem tem de ser clara e transversal, pois o projeto não é criado pelo, mas sim, com o arquiteto.

Claro que em todos os projetos se pretende que exista uma ligação entre o arquiteto e o cliente, cada casa é uma história que se constrói em conversa e se materializa na plasticidade dos materiais.

Os nossos trabalhos prendem-se sobretudo com a reabilitação.

Fascina-nos a ideia de trabalhar as camadas do tempo e trazer o desgaste dos espaços para a imagem da modernidade. A base do trabalho é a ideia de transformação, para conseguir criar do vazio e velho um espaço habitável. Cada projeto é um novo desafio, dentro e fora de Lisboa, de pequenos espaços a reabilitações integrais.

Acreditamos que a grande mais valia de contratar um arquiteto é que este consegue pensar o projeto no seu todo e assim facilitar a vida, libertando o cliente. Trabalhamos desde a definição da ideia à materialização da obra. O trabalho do arquiteto desenvolve-se por fases: apresentação de proposta (onde se discute o que vai ser projetado), estudo prévio (apresentação de uma ideia de proposta), projeto base (fase em que o arquiteto desenvolve o projeto), projeto de execução (materialização dos trabalhos para a execução em obra), acompanhamento de obra (certificação de que o projeto é cumprido). O nosso trabalho pode começar com uma simples visita ao espaço, onde através dos nosso olhos transmitimos ao cliente o potencial, numa perspectiva do que aquele pode vir a ser.

Para nós a relação com a casa começa no aperto de mão, isto é, o toque da maçaneta. Desta forma é importante desenhar cada elemento consoante a sua escala, desde um espaço em geral até ao pormenor de composição.

Morada
  • Av. Marquês de Tomar nº 106, 4º Esq.
  • 1050-158 Lisboa
Contactos
Galeria
PUBLICIDADE

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total

MOON

A única placa de comando em cerâmica.