4ª edição da ARCOlisboa 2019

Início em 16/05/2019 até 19/07/2019

Categorias: Exposições
Lisboa volta a convocar os profissionais e amantes da arte contemporânea com a realização da 4ª edição da ARCOlisboa, coorganizada pelo IFEMA e pela Câmara Municipal de Lisboa, que se realiza de 16 a 19 de maio, na Cordoaria Nacional, para mostrar a vibrante cena artística portuguesa em diálogo com a arte de todo o mundo.
A ARCOlisboa 2019 acolherá a participação de 71 galerias de 17 países e, como novidade, contará com a participação especial de galerias provenientes de África.
Tal como aconteceu em anos anteriores, a Feira está organizada em torno de três áreas: o Programa Geral, e os espaços Opening e Projetos. O eixo principal da Feira, o Programa Geral, será composto por 52 galerias de 16 países, algumas das quais participarão pela primeira vez, como Vera Munro e Georg Kargl. Mas também há regressos à feira, como o é o caso das galerias Krinzinger, Greengrassi, Pietro Sparta e Vermelho.
O programa Opening voltará a centrar-se em galerias com uma trajetória máxima de sete anos, com vista a proporcionar nova informação e estimular a descoberta de novos projetos. O programa será composto por 11 galerias selecionadas por João Laia, e inclui algumas de criação recente como a Lehmann + Silva, do Porto, ou Fran Reus, de Palma de Maiorca, assim como a Jahmek, de Luanda, ou The Ryder Projects, de Londres.
A secção de Projetos, que voltará a ocupar o Torreão Poente, mostrará 9 projetos de artistas individuais apresentados na feira pelas suas galerias. Entre eles, Daniel García Andújar – Àngels Barcelona; Gerold Miller, apresentado por Cassina Projects; e Nicolás Grospierre, por Alarcón Criado.
Uma das novidades mais surpreendentes desta edição será a África em Foco, com uma seleção de galerias provenientes deste continente. Assumindo como ponto de partida a singular posição internacional de Portugal, a África em Foco incluirá 6 galerias de Angola, Uganda, Moçambique e África do Sul com stands individuais distribuídos pela feira. Esta secção, organizada por Paula Nascimento, será complementada com uma série de conferências sobre a arte contemporânea em África, que farão parte do programa do Fórum.
A ARCOlisboa 2019 incorpora, de novo, uma secção especial dedicada às publicações de arte contemporânea. Organizada pela ArtsLibris, esta secção conta com a participação de cerca de 40 editoras de arte e inclui um ciclo de conferências e debates centrados no estado atual das publicações de arte.
FÓRUM E ENCONTROS PROFISSIONAIS
Um dos principais eixos discursivos desta edição da ARCOlisboa é o debate sobre arte e colecionismo, através de uma série de apresentações em que participarão destacados profissionais de mais de 20 países.
O Torreão Nascente da Cordoaria acolherá o Millennium Art Talks, organizado com a colaboração da Fundação Millennium bcp, que inclui um Fórum de Colecionismo para que se conheçam melhor os motivos e as formas através das quais importantes colecionadores efetuam o seu trabalho apaixonante. Participarão nessas sessões colecionadores como Francesca von Habsburg, José Lima, António Cachola, Carlos Urroz, Chus Martínez, Pedro Gadanho, Markus Reymann, Miguel von Hafe Pérez e João Laia.
De igual modo, será efetuada uma série de conferências sobre a África em Foco, coordenadas por Paula Nascimento. Estas conferências serão centradas nas instituições de arte contemporânea na África e nelas participarão figuras como Raphael Chickwkwa, Azu Ngagbogu, Jeanne Mercier e Marie Helene Pereira.
Nesta ocasião, o Pátio Nascente será cenário das sessões “Em que estou a trabalhar?”, coordenadas por Filipa Oliveira, nas quais artistas como Bruno Leitão, Triologia do Carnaval, Jesper Just, Manon de Boer, Pauline Foessel, Irene Campolmi, Nadine Seigert ou Musa Paradisiaca, entre outros, irão partilhar com o público os seus projetos atuais e futuros.
O Pátio Nascente acolherá igualmente as sessões de ArtsLibris, dirigidas por Horacio Fernández, e centradas no estado atual das publicações de arte. Participam nestas sessões António Julio Duarte, Susana Lourenço Marques & Mariana Piçarra, Susana Lourenço Marques e Jose Luis Neves & Filipa Valladares.

O Encontro Opening, dirigido por João Laia, vai reunir, em sessões de trabalho privadas, profissionais como Pierre Bal-Blanc, Virginija Januškevičiūtė, Agniya Mirgorodskaya, Taaniel Raudsepp, Beatrix Ruf, Ane Rodríguez e Joanna Zielinska. Além disso, no âmbito da feira, será realizado o Encontro de Museus, dirigido por Pedro Gadanho e Nicolas Bourriaud, com a assistência, entre outros, de Quentin Bajac, Rosa Ferré, Sandra Patron,Katarina Pierre, Manuel Segade e Wato Tsereteli.

COLECIONADORES E PROFISSIONAIS
A ARCOlisboa assumiu um esforço especial em diferentes ações de promoção internacional -imprensa nacional e estrangeira, publicidade exterior – bem como no desenvolvimento de um programa de compradores e colecionadores que trará a Lisboa mais de 190 convidados, incluindo diretores de instituições, comissários e outros profissionais internacionais do mundo da arte.

Trata-se de uma estratégia fundamental para impulsionar esta importante plataforma portuguesa do mercado da arte à qual se deverão juntar profissionais, colecionadores, patronos e membros dos seguintes museus: MAXXI – Museo Nazionale delle Arti del XXI Secolo, Roma; MAMCO, Musée d’art moderne et contemporain, Genebra; Contemporary Art Society, Londres; Independent Collectors, Londres; Centre d’Art Centre d’Art Contemporain Genève, Genebra; Pinacoteca de São Paulo, São Paulo; PIA, Partners in the Arts, Toronto; The Art Connector, Amesterdão; Cercle d’Art Contemporain MAM, São Paulo; Mécènes du sud, Marselha.

PÚBLICO GERAL E ESPAÇOS DE RESTAURAÇÃO NA FEIRA
A ARCOlisboa, sempre atenta à cidade, alterou os seus horários de abertura para melhor se ajustar aos ritmos de Lisboa. O novo horário para a quinta-feira, 16 de maio, e sexta-feira, dia 17, será das 14:00 às 21:00 horas; no sábado, 18 de maio, das 12:00 às 21:00 horas, e no domingo 19 de maio, 12:00 às 18:00 h. Para permitir o acesso a um maior número de visitantes, o preço geral da entrada na feira será de 15 euros e de 5 euros para estudantes.

Para que os visitantes possam tirar o maior partido possível da vista à ARCOlisboa, o catálogo da feira está disponível  pdf (ver abaixo), com toda a informação sobre os artistas e as galerias participantes nesta edição.

Na Cordoaria, um dos exemplos mais notáveis da arquitetura industrial do século XVIII, serão disponibilizadas diferentes áreas de descanso e de restauração para todos os visitantes da ARCOlisboa. Desta vez, o espaço da feira é ampliado com um novo Restaurante e Lounge VIP, desenvolvido pela Design Factory com o apoio da RAR Imobiliária e servido pela Casa do Marquês. De igual modo, os visitantes poderão desfrutar dos terraços das cafetarias localizadas nos dois pátios do edifício, cujo serviço será assegurado pelo mesmo catering. Por intermédio do patrocinador Cervezas Alhambra, a ARCOlisboa expande-se ainda para outras zonas dos pátios, criando novas zonas de convívio.

APOIO DA INICIATIVA PRIVADA
A ARCOlisboa 2019 tem o apoio da iniciativa privada e de importantes corporações e instituições, através de ações de patrocínio de diferentes áreas ou de iniciativas presentes na feira.

Esta edição, além da Câmara Municipal de Lisboa, conta com a colaboração institucional do Governo da República Portuguesa; Direção-Geral das Artes; EGEAC; Marinha; Turismo de Portugal; Turismo de Lisboa –ATL; o mecenato da Fundação EDP, assim como da Fundação Millennium bcp; Navigator Art on Paper; RAR Imobiliária; ROM; Ruinart; illy e Cervezas Alhambra, entre outras. Mais uma vez, este ano, a ARCOlisboa conta com a colaboração do Café Pessoa na preparação do programa público.

EXPOSIÇÕES EM LISBOA
Durante cinco dias, Lisboa converte-se na capital da arte contemporânea com a realização da feira e a visita aos melhores museus, instituições e coleções da cidade, que apresentarão um programa de exposições nas quais serão mostradas obras de artistas portugueses reconhecidos como João Louro, no Pavilhão Branco; António Bolota, na Fundação Carmona e Costa; João Onofre, na Culturgest; Ângela Ferreira, na Fidelidade Arte; Francisco Tropa, na Fundação Calouste Gulbenkian, Sara Chang Yang, na Galeria da Boavista, e Carlos Bunga e Carla Filipe, no MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia. O MAAT irá acolher também o Prémio Novos Artistas da Fundação EDP que dará visibilidade a artistas emergentes. A presença de coleções portuguesas será mais um dos grandes eixos de interesse, com a exposição da coleção António Cachola, no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional.

Outras exposições darão voz a artistas internacionais como Per Barclay, em Carpintarias de São Lázaro; Xavier Veilhan e Jesper Just, no MAAT; Michaël Borremans, Vito Acconci, Louise Lawler e Juan Muñoz, numa coletiva no Museu Coleção Berardo, e a artistas africanos na exposição Diversidade Comum, que é acolhida por NOT – A – MUSEUM.

A ARCOlisboa 2019, coorganizada pelo IFEMA e pela Câmara Municipal de Lisboa, realiza-se de 16 a 19 de maio na Cordoaria Nacional.

LOCAL
Cordoaria Nacional
HORÁRIOS
16 e 17 de maio, quinta e sexta-feira: 14h às 21h
18 de maio, sábado: 12h às 21h
19 de maio, domingo: 12h às 18h
LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • TEMA: 4ª edição da ARCOlisboa 2019
PDFS
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Armstrong

Soluções que funcionam

Dekton by Cosentino

Projetos sem limites