A Ética das Coisas. Bartolomeu Costa Cabral — arquitectura 1953-2012

Início em 29/06/2019 até 15/09/2019

Categorias: exposições

A presente exposição de Arquitectura, embora só apresente 19 obras, constitui uma rectrospectiva do que foi a minha actividade profissional ao longo de cerca de 70 anos.

Tudo começou quando eu tinha 22 anos, com o trabalho do edifício das Águas Livres feito debaixo da orientação do arquitecto Nuno Teotónio Pereira que foi o meu mestre e me ensinou como fazer arquitectura e a quem presto a minha homenagem e agradecimento pois sem ele o meu percurso teria com certeza sido outro.

O trabalho foi uma constante na minha vida e o que me amparou e ajudou a ultrapassar as dificuldades que todos temos no decurso do tempo. Desde cedo tive consciência da importância do trabalho e da necessidade de o fazer bem feito, o melhor que podia, o que está bem expresso no título dado a esta exposição – A Ética das
Coisas, frase do meu amigo arquitecto Alzina de Menezes para caracterizar o atelier que tinha formado com arquitectos e outros de diferentes profissões onde eu tive a sorte de iniciar a vida profissional.
Mas ao vermos uma exposição de arquitectura é preciso termos consciência que estamos a ver apenas imagens parciais de uma realidade que não está ali, seja através de fotografias ou desenhos ou maquetas. A verdadeira realidade de uma arquitectura só pode ser apreendida à vista e dentro do próprio edifício, e talvez haja uns mais fáceis de representar que outros.
A realidade do extraordinário conjunto de edifícios do Convento de Cristo onde estamos, só pode ser compreendido visitando-o, e se para se saber a sua história é necessária uma explicação, para ser impregnado da sua beleza só em contemplação silenciosa e demorada se poderá conseguir.
Aconteceu-me com a capela do Corbusier em França que, apesar de conhecer de publicações, foi uma revelação de um ambiente maravilhoso que me tocou profundamente.
Espero que apesar de tudo algumas imagens nesta exposição vos toquem e vos deem vontade de ver os próprios edifícios.
O meu trabalho é o percurso de uma vida e agradeço às circunstâncias, e a todas as pessoas que comigo colaboraram e me permitiram fazê-lo.

A elaboração desta exposição teve igualmente o concurso de muita gente, desde as entidades que a acolhem, à equipa que a executou, e aos amigos que me ampararam. A todos agradeço do fundo do coração.

Bartolomeu Costa Cabral

Esta exposição acontece no âmbito da parceria entre a Direção Geral do Património Cultural – Convento de Cristo e a Delegação do Centro da Ordem dos Arquitectos – Secção Regional Sul, em parceria com a Comissão da Festa dos Tabuleiros, com o Instituto Politécnico de Tomar e o patrocínio da Companhia de Seguros Lusitânia.

A Ética das Coisas. Bartolomeu Costa Cabral, a exposição que revisita a carreira do arquitecto, estará patente até 15 de Setembro.

Exposição 
29 Jun – 15 Set 
 
Local
Salas do Noviciado, Convento de Cristo, Tomar
Horário
9h – 17h30
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

MOON

A única placa de comando em cerâmica.

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total