Ciclo de Conversas: Cidade Estaleiro #1

Início em 19/06/2018 até 19/06/2018

Categorias: outros

1. Da reabilitação urbana enquanto reabilitação de edifícios
Os moldes e os meios com que se pratica a reabilitação na relação com a cultura da construção em Portugal

Com: Arq. Filipe Lopes e Eng. Vítor Cóias
Moderação: Arq. Lucinda Correia

A REDE DOS CONSTRUTORES DE LISBOA é uma nova plataforma digital que abre espaço aos agentes do setor da construção — projetistas, técnicos, construtores e outros especialistas —, com o objetivo de estimular a reflexão sobre reabilitação, dos pontos de vista de quem projeta e de quem executa, amplificando as escolhas projetuais e construtivas, e contribuindo para uma reflexão sobre a reabilitação na cidade de Lisboa.

Dia: 20 de junho

Horário: 18:00
Local: Mouradia – Casa Comunitária da Mouraria
Beco do Rosendo, 8 e 10
1100-460 Lisboa

VÍTOR CÓIAS
Engenheiro civil (IST), membro sénior da Ordem dos Engenheiros, dedica-se à área da reabilitação de edifícios e outras construções há mais de trinta e cinco anos. Fundou várias empresas vocacionadas para a reabilitação do edificado e do Património, que dirigiu até 2011. É membro fundador e tem sido dirigente do GECoRPA – Grémio do Património. É membro da comissão especializada do ICOMOS para as estruturas do Património Cultural Construído (ISCARSAH) e do Conselho Consultivo do ICOMOS-Portugal. Tem três livros e várias dezenas de artigos e comunicações publicados sobre temas relacionados com a reabilitação.

FILIPE LOPES
Arquitecto DPLG e Urbanista I.U. (PARIS) 1962. Participação nos planos Directores da Região e da Cidade de Lisboa (62-71)
Director do Planeamento Urbano da EPUL (72-74). Vice-presidente da Comissão Administrativa da Câmara de Lisboa (74-75) pelouros de Urbanização, Habitação, Trânsito e Espaços Verdes, tendo coordenado as intervenções SAAL e implementado os corredores dos T.P. e a pedonalização de ruas. Diretor Municipal da Reabilitação Urbana de Lisboa (90-99), estabeleceu os procedimentos para a preservação do enraizamento dos habitantes, da identidade cultural e patrimonial dos bairros e a melhoria das condições de vida e de habitat (7500 fogos reabilitados). Fundou, em 2001, a Associação Ofícios do Património e da Reabilitação Urbana (OPRURB) cujos objectivos são a sensibilização e a formação com vista à preservação dos valores patrimoniais e urbanos, e que tem desenvolvido acções de defesa do Património, nomeadamente do Aqueduto das Águas Livres de Lisboa, da Baixa de Coimbra, numa prática de cidadania.

Próximas conversas (datas e convidados a anunciar):
#2. DAS FORMAS DE INTERVENÇÃO À FORMA DA CIDADE
#3. DA CULTURA DA REABILITAÇÃO A UMA PRÁTICA DE DEMOLIÇÃO

LINKS
ORADORES
  • Arq. Filipe Lopes
  • Eng. Vítor Cóias
  • Arq. Lucinda Correia (moderador)
ESPECIFICAÇÕES
  • Tema: Ciclo de Conversas: Cidade Estaleiro #1
PDFS
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?