CIDADES DO FUTURO: O papel da Arquitectura na mudança ambiental

Início em 25/09/2019 até 25/09/2019

Categorias: Conferências

ARQUITECTURA POSITIVA procura o debate interdisciplinar das cidades.

ARQUITECTURA POSITIVA conferência internacional – Cidades do Futuro, é a primeira de um conjunto de iniciativas que pretendem reflectir sobre o papel da arquitectura nas principais questões do nosso tempo: o impacto da arquitectura no planeta, a influência do clima na arquitectura, a sustentabilidade dos materiais, a segurança e o seu impacto na qualidade de vida das populações.

As Alterações Climáticas são a questão fundamental do nosso tempo. Outras preocupações como a segurança, a justiça, a economia, saúde ou a educação, apesar de profundamente importantes, não constituem problemas que ameacem tão directamente a nossa sobrevivência. É obrigatório promover o diálogo multidisciplinar com vista a sensibilizar políticos, a modificar comportamentos, a corrigir trajectórias para um bem comum.

O aumento e intensificação dos fenómenos extremos como a seca, a subida do nível do mar, afectando direitamente as regiões costeiras onde reside mais de 55% da população mundial, têm causado por todo o mundo desastres humanos. Para além da perda de vidas, este é o sétimo ano consecutivo em que o número de deslocados aumentou – mais de 70 milhões de pessoas estão deslocadas não só pela guerra como em consequência das secas, tempestades, incêndios florestais e outros riscos. Os seus impactos são por isso globais: sociais, económicos e ambientais.

O clima alterou fronteiras territoriais. É urgente pensar as cidades e as alterações climáticas numa perspectiva multidisciplinar.

Este 1º evento ARQUITECTURA POSITIVA conferência internacional – Cidades do Futuro, inaugura um ciclo de iniciativas que procuram trazer à discussão cidades, arquitectura, materiais, sustentabilidade, ecologia, promovendo a colaboração e partilha de conhecimento. Para assistir no dia 26 de Setembro de 2019, em Lisboa, no Centro Cultural de Belém na  Sala Almada Negreiros.

A inscrição é gratuita mas limitada à lotação da sala. Será considerada a ordem de recepção da inscrição.
Para validar a inscrição preencha o formulário e aguarde pelo e-mail de confirmação.

Programa

14h00
Recepção e acreditação

14h15
Sessão de Abertura
José Manuel Pedreirinho . Presidente da Ordem dos Arquitectos
Ávila e Sousa . Director Técnico e Marketing Grupo Preceram

14h20
Painel 1 Cidades, do Pecado à Redenção

14h25
Plataforma Nacional para a Redução das Catástrofes e a Adaptação às Alterações Climáticas. Das políticas Europeias à influência local. O caso das cidades costeiras
Susana Gonçalves . Directora do Departamento de Protecção Civil de Matosinhos
Marco Morais . Especialista em Sistemas de Informação Geográfica no Serviço Municipal de Protecção Civil de Lisboa

14h55
A urgência das medidas construtivas no território – O efeito das ondas de calor na mortalidade e morbilidade humana
Baltazar Nunes . Investigador auxiliar no Departamento de Epidemiologia do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, Professor auxiliar convidado na área de disciplinas de Estatística e Epidemiologia da Escola Nacional de Saúde Pública

15h10
Onde fica a Redenção das Cidades? O caso das metrópoles de elevado Risco Sísmico
Leonel Sandoval . Arquitecto, Comissário da Ordem dos Arquitectos na Comissão Técnica da “Emergência e Catástrofes”

Moderação: Maria Anderson . Engenheira Geóloga, Presidente da ONG REDE, Técnica Superior no IPMA, Açores

15h25
Debate

15h45
Exercício de memória: transformação e permanência
Centro Interpretativo do Vale do Tua
Rosmaninho+Azevedo – Arquitectos
Vencedor do Prémio Especial do Júri no Troféu Archizinc – VMZinc 2018(Paris), finalista dos prémios Architectural Review Emerging Architecture (AREA)2018, nomeado para o Prémio de Arquitectura Contemporânea da UE – Mies van der Rohe 2019

16h05
Coffee Break

16h30
Painel 2 Acumulação, arquitectura e cidade

A Ordem dos Arquitectos e a Sustentabilidade, a Energia e o Conforto na arquitectura
Bruno Gomes Marques . Arquitecto, Coordenador da Comissão Técnica “Sustentabilidade, Energia e Conforto” da Ordem dos Arquitectos

16h50
Sustentabilidade e o futuro dos habitats humanos
Teresa Marat-Mendes . Arquitecta, Professora Auxiliar de Arquitectura e Urbanismo no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Investigadora do DINÂMIA’CET-IUL Instituto Universitário de Lisboa, dos dilemas ambientais no Urbanismo do século XXI

17h10
“Arquitectura para o desconforto” (KEYNOTE LECTURE)
Será apresentada a arquitectura da ‘solar house’ dos anos 50 do século XX.Será feito o enquadramento da arquitectura como infraestrutura adaptativa, capaz de produzir diferentes tipos de conforto. Finalmente, será analisado como a arquitectura informa e participa nos dias de hoje, no conforto adaptativo, em considerações térmicas e na redução de emissões de carbono. O “conforto” como o tópico político, económico e arquitectónico do presente e futuro
Daniel A. Barber (KEYNOTE SPEAKER) . Arquitecto, Professor na PennDesign, Universidade de Pennsylvania, Filadélfia, EUA. Investigador da relação entre arquitectura e a cultura ambiental global desde meados do século XX

Moderação: Nuno Grancho . Arquitecto. Investigador integrado pós-graduado em Arquitectura e Urbanismo no DINÂMIA’CET-IUL Instituto Universitário de Lisboa

17h40
Debate

18h00
Sessão de Encerramento
Ávila e Sousa
Director Técnico e Marketing Grupo Preceram

 

Data

26 de Setembro

 

Local

Centro Cultural de Belém . Sala Almada Negreiros

LINKS
ORADORES
  • BALTAZAR NUNES
  • BRUNO MARQUES
  • DANIEL A. BARBER
  • LEONEL SANDOVAL
  • MARCO MORAIS
  • SUSANA ROSMANINHO E PEDRO AZEVEDO
  • SUSANA GONÇALVES
  • TERESA MARAT-MENDES
ESPECIFICAÇÕES
  • Conferência Internacional: Cidades do Futuro
  • Tema: O papel da Arquitectura na mudança ambiental
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

BMI Portugal

Garantimos soluções eficientes para coberturas  

MOON

A única placa de comando em cerâmica.