Exposição “Aalto Intemporal – o DNA da Cultura Arquitetónica”

Início em 28/06/2022 até 17/09/2022

Categorias: Exposições

Em paralelo com a realização do Seminário programado para 27 de junho, ABLeS (Autofocus Blended Learning eSeminars series) traz à Fundação Marques da Silva a exposição “Aalto Intemporal – o DNA da Cultura Arquitetónica”.

 “A tradição que nos une a todos tem muito a ver com o clima, as circunstâncias práticas e a qualidade das tragédias e alegrias em que participamos. Não produzo uma arquitetura enfaticamente “finlandesa” e não consigo ver nenhum contraste particular entre o finlandês e o internacional. O meu país natal faz parte da Europa.”

Alvar Aalto

Com curadoria de Tore Tallqvist (colaborador de Alvar Aalto e professor de História da Arquitetura da Universidade de Tampere), a exposição, feita a partir de trabalhos desenvolvidos com os alunos, tem como objetivo traçar a “genealogia” de Alvar Aalto, inscrevendo a obra deste arquiteto finlandês no tempo longo da história da arquitetura. Colaboraram ainda para a apresentação final deste projeto expositivo o professor Olli-Paavo Koponen e a arquiteta Marianna Verhe. A linha gráfica foi criada em colaboração com o arquiteto Jussi Heinonen.

Organizada pela Universidade de Tampere, o Museu Alvar Aalto Museum e o município de Jyväskylä a exposição foi sendo por preparada ao longo da segunda década deste século, com parte dos materiais que agora podem ser vistos  (trabalhos académicos desenvolvidos no curso de Introdução à História da Arquitetura da Universidade de Tampere, em conexão com cursos opcionais de desenho) a serem apresentados nas cidades finlandesas de Turku, Tampere e Helsínquia, e na Villa Lante, em Roma. Em 2021 foi finalmente inaugurada na Câmara Municipal de Säynätsalo, edifício projetado por Alvar Aalto em 1949. Constituída por um conjunto de paineis, assenta na “construção de espaços-tempos que interligam a experiência da arquitetura e a profundidade do tempo”, para assim “afastar as formas de pensamento míope que muitas vezes prevalecem na arquitetura, já que ignoram a dimensão temporal e negligenciam o papel mais amplo da cultura arquitetónica na sociedade” (Tallquvist).
Nesta sua passagem por Portugal, e mais concretamente pela Fundação Marques da Silva, a exposição vai integrar um novo módulo com documentação relativa a projetos de arquitetos portugueses influenciados pela obra de Alvar Aalto, nomeadamente Fernando Távora (Convento de Gondomar, 1961), Raúl Hestnes Ferreira (Casa de Albarraque, 1961), Alcino Soutinho (Pousada de Vila Nova de Cerveira, 1973) e Alfredo Matos Ferreira (Instituto Politécnico do Porto, 1993), complementada com publicações existentes no acervo da Fundação que tiveram particular relevância na divulgação em Portugal da obra daquele que é o mais aclamado arquiteto finlandês. A presença da perspetiva da arquitetura portuguesa pretende reforçar o sentido original da exposição abrindo possíveis diálogos.

“Aalto Intemporal – o DNA da Cultura Arquitetónica” inagura a 28 de junho, no primeiro piso do Palacete Lopes Martins (Fundação Marques da Silva), onde permanecerá patente ao público até 17 de setembro do corrente ano.

Horários e condições de visita:
A exposição pode ser visitada de segunda a sábado, das 14h às 18h.
O bilhete de entrada é de 3€ geral e 1,50€ para jovens, estudantes e seniores. No dia da inauguração, 28 de junho, a entrada é livre.

LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • Exposição: Aalto Intemporal - o DNA da Cultura Arquitetónica
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

World Architecture Festival 2022

Take a ticket here »

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?