Exposição “Fabriqueta”, de Eduardo Matos

Início em 06/05/2023 até 06/05/2023

Categorias: outros

A exposição “Fabriqueta”, de Eduardo Matos, atualmente patente no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), labora com um programa público, com curadoria de Inês Moreira, em que se ampliam sentidos e imaginários sobre territórios desindustrializados.

No próximo sábado, dia 6 de maio, num intenso dia de caminhada e discussão, a Saída dos Trabalhadores, orientada pelos artistas Eduardo Matos, Max Fernandes, Ludgero Almeida e Pedro Bastos, irá percorrer o território de Guimarães, cruzando o CAAA e regressando ao CIAJG para a tertúlia noturna Operários, Artistas e Espaços no Vale do Ave, com convidados especiais, às 21h00.

6 maio, 14h00
Caminhada
Saída dos Trabalhadores
Com Eduardo Matos, Ludgero Almeida, Max Fernandes e Pedro Bastos

O momento de saída dos trabalhadores pelos portões da fábrica é um clássico do cinema e da fotografia que expõe o coletivo que faz laborar a grande máquina atravessando os portões ao fim da jornada de trabalho. Esta caminhada conta com a participação dos artistas Eduardo Matos, Ludgero Almeida, Max Fernandes e Pedro Bastos. Conduz os visitantes pelo território e paisagem pós-industriais de Guimarães e, também, pelos espaços das exposições atuais: “Pitar na Cangosteira” (CAAA) e “Fabriqueta” (CIAJG) .

Ponto de Encontro: Estação de Caminhos de Ferro de Guimarães, às 14h00.
Percurso: Caminhada pela periferia e centro da cidade, entradas nas exposições do CAAA e do CIAJG, guiadas pelos artistas.

Participação gratuita, mediante inscrição prévia através do formulário online
​​​​​​​
6 maio, 21h00
Conversa
Operários, Artistas e Espaços no Vale do Ave
Com Mariana Rei, Pedro Bastos e Eduardo Matos
Moderação Inês Moreira

Nas últimas décadas, as fábricas, a indústria e a produção encheram-se de metáforas, fenómeno a que se assiste no Vale do Ave e, em particular, em Guimarães. Quem ocupa hoje estes lugares? Se as indústrias criativas apontam novas vidas, também a produção industrial pode incluir níveis de criatividade, manualidade e artesania anteriormente não existentes. A “Fabriqueta” convida à tertúlia sobre ideias, estudos e perceções sobre os lugares de trabalho de operários e artistas que hoje alteraram as funções da região.

Entrada gratuita, até ao limite da lotação disponível

LINKS
ORADORES
  • Eduardo Matos
  • Max Fernandes
  • Ludgero Almeida
  • Pedro Bastos
  • Mariana Rei
  • MODERAÇÃO:
  • Inês Moreira
ESPECIFICAÇÕES
  • Exposição : "Fabriqueta"
  • Tertúlia : Operários, Artistas e Espaços no Vale do Ave
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Biblioteca BIM Leca ®

»