Exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras”

Início em 17/10/2019 até 05/09/2020

Categorias: Exposições

A Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura vai inaugurar, no dia 18 de outubro, a Exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras”, que vai ficar patente até 6 setembro de 2020.

 

Com curadoria de Francesco Dal Co e Nuno Graça Moura, a exposição Souto de Moura vai oferecer uma singular e rara leitura monográfica do trabalho daquele que é considerado um dos mais prestigiados arquitetos portugueses.

 

A Exposição é a primeira leitura extraída do enorme acervo que o arquiteto depositou na Casa da Arquitectura em maio transato, composto por 604 maquetes, cerca de 8500 peças desenhadas e toda a documentação textual e fotográfica que complementa os projetos.

 

Integrando cerca de 40 projetos, a mostra vai ‘invadir´’ a Casa da Arquitectura: irá ocupar a nave expositiva com 950 metros quadrados e a Galeria da Casa com 150 metros quadrados. O material da exposição, todo original e em grande parte nunca exposto, é apresentado rigorosamente como consta no arquivo da Casa da Arquitectura, sem manipulação ou omissão.

 

Esta mostra e respetivo catálogo (editado pela Casa da Arquitectura e pela Yale University Press), têm um propósito eminentemente documental, de abertura do arquivo ao público, tornando-o disponível às mais diversas análises, interpretações, especulações.

 

O catálogo terá como ensaístas nomes como Álvaro Siza, Carlos Machado, Francesco Dal Co, Giovanni Leoni, Jorge Figueira, Nuno Graça Moura e Rafael Moneo, entre outros.

 

Um vasto programa de atividades paralelas, com curadoria de Nuno Sampaio, Francesco Dal Co e Nuno Graça Moura, complementa a exposição. Inclui ciclos de conferências e debate com algumas das mais relevantes figuras nacionais e internacionais da arquitetura e outras disciplinas, concertos e um conjunto de visitas guiadas, onde o visitante pode vivenciar a obra na sua plenitude.

 

A PALAVRA AOS CURADORES
A exposição monográfica, dedicada à obra de Eduardo Souto de Moura, a realizar na Casa da Arquitectura, em Matosinhos, entre Outubro de 2019 e Setembro de 2020, revisita as quatro décadas da produção arquitectónica desta figura ímpar da arquitectura portuguesa e mundial.

 

O material da exposição, todo original e em grande parte nunca exposto, é seleccionado do extraordinário acervo de Souto de Moura, actualmente depositado em grande parte na Casa da Arquitectura, e que é constituído por centenas de maquetas, milhares de desenhos e outros documentos de trabalho.

 

“Souto de Moura, memória, projectos, obras” propõe uma viagem pela vasta produção do arquitecto, organizada de forma cronológica, sem prejuízo de permitir e fomentar desvios a esta ordem, por forma a tornar claras as relações entre partes. Desenhos, maquetas e outros documentos, são apresentados rigorosamente conforme constam no arquivo, sem manipulação ou qualquer omissão. A selecção de várias dezenas de trabalhos, por natureza, sempre parcial e incompleta, procura destacar o papel fundamental que todos têm para a compreensão da obra de
Souto de Moura.

 

Esta mostra e respectivo catálogo (editado pela Casa da Arquitectura e pela Yale University Press), têm um propósito eminentemente documental, de abertura do arquivo ao público, tornando-o disponível às mais diversas análises, interpretações, especulações. Como é privilégio das criações maiores, a obras de Souto de Moura cresce com o tempo. Continuamente desvenda pistas para a sua compreensão na relação da obra com a de outros autores, porque nenhum autor tem verdadeiramente sentido apenas por si mesmo. Também por isso, nunca é demais voltar a centrar o olhar nas criações de outras décadas, lado a lado com as mais recentes.

 

Numa época em que, como noutras, uma parte da arquitectura parece ter perdido algo do seu sentido essencial, acreditamos que esta mostra constitui uma oportunidade única para sublinhar a relevância maior da obra de Souto de Moura.

 

BIOGRAFIAS

 

Eduardo Souto de Moura
Nasce no Porto (Portugal) a 25 de julho de 1952.
Licencia-se em arquitetura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto em 1980. Colabora com o arquiteto Noé Dinis em 1974. Colabora com o arquiteto Álvaro Siza Vieira desde 1975 a 1979. Colabora com o arquiteto Fernandes de Sá de 1979 a 1980. De 1981 a 1991 trabalha como Professor Assistente do curso de Arquitetura na FAUP.
Inicia a atividade como profissional liberal em 1980. Professor convidado em Paris-Belleville, Harvard, Dublin, Zurich, Lausanne e Mantova. Recebeu vários prémios e participou em vários seminários e conferências em Portugal e no estrangeiro. Em 2011, recebe o Prémio Pritzker, em 2013, o Prémio Wolf e em 2017 o Prémio Piranesi. Em 2018 recebe o Leão de Ouro na Bienal de Veneza.

 

Francesco Dal Co
Nasce em 29 de dezembro de 1945.
É um historiador de arquitetura italiano. Formou-se em 1970 na Universidade Iuav de Veneza e é diretor do Departamento de História da Arquitetura desde 1994. Foi professor de História da Arquitetura na Escola de Arquitetura de Yale de 1982 a 1991 e na Academia de Arquitetura da Universidade da Suíça Italiana de 1996 a 2005. De 1988 a 1991 foi diretor da Secção de Arquitetura na Bienal de Veneza e curador da mesma em 1998.
Desde 1978 tem sido curador das publicações de arquitetura para editora Electa e desde 1996 editor da revista de arquitetura Casabella. Em 2018, foi curador do Pavilhão da Santa Sé na 16ª Exposição Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza de Arquitetura. Os arquitetos que projetaram as dez capelas foram: Andrew Berman (EUA), Francesco Cellini (Itália), Javier Corvalàn (Paraguai), Flores & Prats (Espanha), Norman Foster (Reino Unido), Teronobu Fujimori (Japão), Sean Godsell (Austrália), Carla Juaçaba (Brasil), Smiljan Radic (Chile), Eduardo Souto de Moura (Portugal).
Atualmente, é Membro Sénior do Centro de Estudos Avançados da National Gallery of Art, investigador do Getty Center e membro do Conselho de Administração da Sociedade de Historiadores de Arquitetura. É ainda membro da Academia Nacional de San Luca.

 

Nuno Graça Moura
Nasce em 1972, no Porto.
Licenciado em Arquitetura (1990-1996) na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, estagiou entre 1994-1996 e colaborou entre 1996-2002 em Souto
Moura Arquitectos Lda. Constituiu empresa em 2002 – “Nuno Graça Moura, Arquitecto Un. Lda”.
Atualmente trabalha em diversos projetos em coautoria com Eduardo Souto de Moura. Autor do livro “Souto de Moura 1980-2015” publicado pela Stiftung Insel Hombroich/Bund Deutscher Architekten.

 

Nuno Sampaio
Diretor Executivo da Casa da Arquitectura desde 2014, Nuno Sampaio foi membro do Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Arquitectos, de 2008 a 2010 e júri em diversos concursos de arquitetura onde se destacam os Prémios FAD 2013. É presidente da “Estratégia Urbana” – Laboratório de Inovação de Arquitetura e Cidade, desde 2009 e Vice-presidente da Associação “Trienal da Arquitectura de Lisboa”, desde 2010.
Paralelamente à atividade profissional, desenvolvida, desde 2000, na empresa “Nuno Sampaio – Arquitetos”, tem vindo a criar programação cultural seja como vice-presidente da TAL, seja no âmbito do projeto Estratégia Urbana e na Casa da Arquitectura.

 

Imagens
Desenho Mercado de Braga

Desenho Casa das Artes

Desenho Torre Burgo

Foto Capela em Veneza

Foto Estádio do Braga

Foto Casa das Histórias Paula Rego

LINKS
ORADORES
  • Nuno Sampaio
  • Eduardo Souto de Moura
  • Francesco Dal Co
  • Nuno Graça Moura
ESPECIFICAÇÕES
  • Exposição: Exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras”
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

BMI Portugal

Garantimos soluções eficientes para coberturas  

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total