Exposição ‘Território Manuel Botelho’

Início em 06/04/2022 até 18/05/2022

Categorias: Exposições

A Exposição ‘Território Manuel Botelho’, patente de 6 de abril a 18 de maio na Galeria Garagem Avenida, em Guimarães, resulta de uma parceria entre o Laboratório da Paisagem, Património e Território (Lab2PT), a Escola de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho (EAAD-UM), a Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) e a Fundação Marques da Silva (FIMS), contando com o apoio à divulgação da Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (OA-SRN).

Comissariada por António Neves, Bruno Baldaia, Carlos Maia e Duarte Belo, a exposição ‘Território Manuel Botelho’ reúne uma seleção de projetos de diferentes escalas, programas e enquadramentos que integram o corpo de trabalho de Manuel Botelho.

Ao longo da Galeria Avenida a exposição apresenta-se através de dois olhares distintos que se intersectam e relacionam: por um lado o registo fotográfico documental, produzido por Duarte Belo (fotógrafo, arquiteto e antigo aluno de Manuel Botelho), do percurso pelo território de espaços construídos e de objetos do arquiteto bem como pelos espaços do seu quotidiano; por outro lado, através das Maquetes realizadas para esta mostra, pelos bolseiros da EAAD-UM (Bruno Castro, João Costa e Rui Ferreira), assim como desenhos e esboços e fotografias são apresentadas sete  obras determinantes que permitem entender e caracterizar a produção do Atelier Manuel Botelho ao longo do tempo.

‘Território Manuel Botelho’ faz parte de um ciclo de diferentes exposições que se complementam em torno da obra e acervo do arquiteto Manuel Botelho. Este ciclo, que teve início no Porto (FAUP), com a exposição ‘Manuel Botelho Projecto e obra’ (26 de janeiro – 9 de março 2022) e a mesa redonda ‘Manuel Botelho . Professor’ (23 de fevereiro 2022), estará agora patente na Galeria da Garagem Avenida, até 18 de maio, para posteriormente seguir em itinerância para Coimbra (DARQ) e Porto (FIMS).

A par das exposições, mesas redondas e visitas às obras, este projeto dedicado à obra do arquitecto Manuel Botelho inclui, ainda, o lançamento de duas publicações: uma monografia, editada pela Circo de Ideias, e um registo das visitas às obras, editado pelo Museu da Paisagem.

A Exposição assinala ainda a entrega da sua biblioteca à Escola de Arquitetura, Arte e Design da Universidade do Minho. Decorre de um trabalho de identificação e inventariação da obra do arquitecto Manuel Botelho levada a cabo pelos comissários com o apoio dos bolseiros da Universidade do Minho; assim como a salvaguarda dos registos do trabalho de Manuel Botelho através do depósito do seu acervo na Fundação Marques da Silva.

Inauguração
Introdução de Paulo Cruz (Presidente da EAAD-UM) e intervenções de Carlos Maia, Duarte Belo e Manuel Mendes
6 de abril . 4ª feira, 17h00
Garagem Avenida, Guimarães

Exposição
6 de abril – 18 de maio
2.ª a 6.ª feira, das 10h00-17h00 (encerra aos feriados)
Garagem Avenida, Guimarães
Entrada livre

 

Manuel Botelho nasceu em 1939 na Vila de Rua, em Moimenta da Beira. Formou-se em arquitectura em 1979, na Facoltà di Architettura dell’Università degli Studi di Roma – La Sapienza, após frequentar o curso de Filosofia e de se licenciar em Teologia Sacra na Pontificia Università Gregoriana de Roma, em 1972. Fez toda a sua formação superior em Itália, primeiro em Teologia Sacra, pela Pontificia Università Gregoriana, e posteriormente em Arquitectura, pela Facoltà di Architettura dell’Università degli Studi di Roma – La Sapienza (Laurea em 1978, sob orientação de Ludovico Quaroni). Desenvolve, depois, a sua actividade em Portugal, em escritório próprio e praticando ativamente arquitectura, foi docente na Escola Superior de Belas Artes do Porto, entre 1980 e 1985, e na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, entre 1985 e 2009, tendo lecionado unidades curriculares nas áreas de Projecto e de Teoria da Arquitectura. Possui uma vasta, diversificada e singular obra, que integra desde entre o desenho de objectos ao de habitação e de equipamentos públicos.
Proferiu diversas conferências e participou em Seminários em Portugal, Espanha e Itália. O seu trabalho integrou várias exposições com destaque para a Europália 1991 – Arquitectura Contemporânea Portuguesa, que decorreu em Bruxelas.
Foi distinguido com o Prémio Nacional de Arquitectura Keil do Amaral (Primeiras Obras) em 1989, com a Casa Dr. Barroso Pires, nomeado para o Prémio Mies van der Rohe 1994, e finalista do Prémio Secil de Arquitectura 2002.

 

Parceria
FAUP | EAAD | Lab2PT | FIMS

Apoio à divulgação
OA-SRN

Apoio
SIGN – Wide Format Printing

Esta iniciativa foi apoiada através do Financiamento Plurianual do Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), Ref.ª UID/04509/2020, financiado por fundos nacionais (PIDDAC) através da FCT/MCTES.

LINKS
ESPECIFICAÇÕES
  • Exposição: Território Manuel Botelho
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.