Peça de Vhils na Casa da Arquitectura para celebrar os 25 anos da Cais

Início em 12/07/2019 até 30/11/2019

Categorias: Exposições

A Casa da Arquitectura associou-se às celebrações dos 25 anos de atividade da Associação Cais, recebendo, nas suas instalações, uma peça do artista plástico Vhils, intitulada Cais, 2019. A peça vai ficar exposta na Bilheteira na Casa da Arquitectura até novembro e integra a Exposição Cais Urbana.

 

A exposição é o resultado de um desafio lançado pela Associação CAIS à MISTAKER MAKER, uma plataforma de intervenção artística que fomenta a produção e a promoção de exercícios e projectos de Arte Contemporânea, em todas as suas formas de expressão. Foram criadas 25 peças que irão estar expostas de julho a novembro em diversos locais, nas cidades de Lisboa (11 locais), Porto (9 locais), Coimbra (3 locais) e Almada (2 locais). Em Novembro, as peças serão licitadas e o valor das mesmas irá reverter para a Associação CAIS.

 

Para além de Vhils, irão a leilão peças assinadas por ±MAISMENOS±, Aheneah, AKACORLEONE, Andre da Loba Illustration, Daniel Eime , Frederico Draw & Contra, FAHR 021.3, Catarina Glam GODMESS, Halfstudio, Kruella d’Enfer, Hugo Makarov, gonçaloMAR, Margarida Fleming, Mariana a miserável, Mariana Rio Illustration, Mário Belém,  mynameisnotSEM & Mariana PTKS, Monk, Mosaik, Tamara Alves Artwork,  THE CAVER,  Third e Tiago Galo – Ilustrador.

 

Cais, 2019, a peça de Vhils, “fala-nos de dignidade e de visibilidade. De valorização e de inclusão. De positividade e de renovação de oportunidades. Da missão de capacitação e empoderamento que a CAIS tem empreendido junto daqueles que mais necessitam, assim como da cidade onde tem actuado, da esperança que surge por entre o ambiente entrópico que esta gera, da luz que brilha por entre as sombras da desigualdade que esta sustenta. Tendo por base uma técnica de gravura a laser sobre tinta branca (sobre MDF), a peça retrata dois vendedores da revista que a associação publica, em representação das inúmeras pessoas que têm encontrado na CAIS um porto de abrigo. Procurando evidenciar o facto simples, mas frequentemente esquecido ou ignorado, de que todos contam”.

 

Fruto das alterações sociais ocorridas ao longo dos últimos anos, a  CAIS adaptou a sua atuação a novas realidades socioeconómicas, sempre com o foco na sua missão de promover a integração social de pessoas em situação de pobreza e/ou exclusão social, através de metodologias de capacitação para a sua aproximação, ou regresso, ao mercado de trabalho, ajudando-as a recuperar a autoestima, competências e o seu lugar de direito na sociedade.

Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Armstrong

Soluções que funcionam

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total