Plano de Recuperação e Resiliência – Recuperar Portugal, construindo o futuro?

Início em 02/03/2021 até 02/03/2021

Categorias: debates

A Fundação de Serralves convida para a conversa online “Plano de Recuperação e Resiliência – Recuperar Portugal, construindo o futuro?”, no âmbito do ciclo online #ConversasComSerralves, que decorrerá dia 2 de março às 19h00 e que terá como oradores Pedro Siza Vieira, Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Carlos Moreira da Silva, empresário e Alberto Castro, professor universitário, com moderação do jornalista João Fernando Ramos.

Em termos globais, o plano de reconstrução para a Europa será o maior pacote de medidas de estímulo alguma vez financiado pelo orçamento da União Europeia, num total de 1,8 biliões de euros. Pretende-se que ajude a reconstruir a Europa no pós-COVID-19, criando uma Europa mais verde, mais digital e mais resiliente. Portugal poderá aceder a um envelope financeiro sem precedentes em períodos idênticos, que atingirá os 50 mil milhões de euros em subvenções (a fundo perdido), a que poderiam somar-se até cerca de 14,2 mil milhões de euros na modalidade de empréstimos.

O documento Recuperar Portugal, Construindo o Futuro, o novo nome para o Plano de Recuperação e Resiliência que o Governo de Portugal preparou, depois da consulta pública que decorreu será apresentado às instituições europeias. Mais do que responder à crise sanitária que nos assolou, este plano – que prevê cerca de 13, 9 mil milhões de euros em subvenções e cerca de 2,7 mil milhões de euros em empréstimos – é um roteiro para cumprir as metas que marcarão a década que agora iniciámos. É este o modelo transformador que precisamos? E que ambicionamos? Muitas são as questões, mas as respostas são urgentes e devem beneficiar dos diferentes programas de financiamento europeu.

Pedro Siza Vieira é Ministro Adjunto e da Economia no XXI Governo Constitucional desde 2018. É Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Como advogado, foi sócio da Morais Leitão, J. Galvão Teles e Associados, Sociedade de Advogados e, de 2002 a 2017, sócio da Linklaters LLP, sendo Managing Partner do escritório de Lisboa desta sociedade, entre 2006 e 2016. Foi membro da Direção da Associação das Sociedades de Advogados de Portugal e Presidente da Associação Portuguesa de Arbitragem. Foi membro do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais e vogal da Comissão Executiva da Estrutura de Missão para a Capitalização de Empresas. Na sua atividade académica, foi monitor na Faculdade de Direito de Lisboa e Assistente na Universidade Autónoma de Lisboa e ainda, Professor Convidado da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa e da Universidade Nova de Lisboa.

Carlos Moreira da Silva foi até, 2019, Presidente da BA GLASS, empresa em que liderou o managemenet buy out em 2004; é membro dos Conselhos de Administração da Efanor e da Sonae SGPS, Vice-Presidente do Conselho de Administração da Sonae Indústria SGPS e membro do Conselho de Administração da Fundação de Serralves. Licenciou-se em Engenharia Mecânica pela Universidade Porto e doutorou-se em Industrial Management pela Universidade de Warwick. Foi administrador executivo da EDP e integrou o Conselho de Administração da Sonae e, mais tarde, assumiu a presidência da Sonae Indústria. Foi CEO da Sonae Indústria, Presidente da La Seda de Barcelona e membro do Conselho de Administração do Banco BPI. Começou a sua vida profissional na Universidade do Porto onde, em 1973 for admitido como monitor, tendo chegado a Professor Auxiliar, função que abandonou em 1986 para se dedicar a um percurso executivo.

Alberto Castro é Professor Catedrático Convidado na Faculdade de Economia e Gestão da UCP, da qual foi o primeiro Diretor e onde dirige o Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada. É Presidente do Conselho de Administração da Altri, S.A., Administrador não executivo da Mystic Invest, S.A. e preside ao Conselho Fiscal do Super Bock Group. Foi membro do Conselho Geral e de Supervisão da EDP entre 2006 e 2015 e Presidente do Conselho de Administração da Instituição Financeira de Desenvolvimento. É Presidente dos Conselhos Fiscais da AEP, Fundação AEP e da Orquestra de Jazz de Matosinhos, Vice-Presidente da Direcção da Associação para o Museus dos Transportes e Comunicações (Alfândega Porto), Provedor do Cliente do Porto de Leixões. Escreve quinzenalmente no suplemento económico Dinheiro Vivo.

João Fernando Ramos começou a atividade no jornalismo em 1986, na RDP, em Coimbra, como colaborador em diversos programas de informação, realizando centenas de reportagens na região centro. Em 1990, começa a colaborar regularmente com a RTP, onde executou funções de formador, repórter, apresentador, coordenador (Jornal da Tarde, Jornal 2, Telejornal, RTP Informação), editor (Jornal da Tarde, Telejornal), editor executivo e editor chefe. Foi autor de diversos programas na RTP. Em 2019, foi considerado um dos dez jornalistas mais influentes, no estudo realizado pela Omnicom, Cision e Universidade Católica Portuguesa. Atualmente é Diretor TVI Porto, sendo o responsável pela implementação e desenvolvimento do grupo Media Capital no Norte. Tornou-se também num dos rostos da informação da TVI, nomeadamente no Jornal da Uma.

Acesso gratuito, com inscrição obrigatória através deste link.

O link de acesso será enviado a cada um dos inscritos.

LINKS
ORADORES
  • Pedro Siza Vieira, Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital,
  • Carlos Moreira da Silva, empresário
  • Alberto Castro, professor universitário
  • MODERAÇÃO
  • João Fernando Ramos, jornalista
ESPECIFICAÇÕES
  • Ciclo online #ConversasComSerralves: Plano de Recuperação e Resiliência - Recuperar Portugal, construindo o futuro?
Galeria
eventos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Webinars Leca®

Inscreva-se!

Free live webinar

V-Ray for Rhino