5ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa sob o tema "A Poética da Razão"

Categorias: Arquitetura

O curador-geral Éric Lapierre apresenta tema e principais linhas programáticas do próximo grande fórum que promove o debate e reflexão sobre a Arquitectura.

A apresentação decorreu na obra do FPM 41 – novo edifício de escritório do centro de Lisboa – que Éric Lapierre, curador geral, e José Mateus, Presidente da Trienal, apresentaram o tema e as principais linhas programáticas da 5ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa, que terá lugar de 3 de Outubro a 2 de Dezembro de 2019.

Sob “A Poética da Razão”, a próxima Trienal pretende declarar que, com todas as suas dimensões subjectivas e não-científicas, a base da arquitectura é a razão, e que o seu objectivo máximo é trazer luz à especificidade dessa mesma razão. Este assentar na racionalidade é fundamental para que a arquitectura seja entendida e partilhada por todos. Como resultado da massificação da construção, todos têm direito a entender a arquitectura sem ter conhecimento prévio especializado nesta área.

Com base nesta premissa, a próxima edição deste grande fórum terá uma extensa programação que apresenta algumas novidades estruturais e, claro, programáticas. Continuará também a lógica de estreitas parcerias com algumas das mais relevantes instituições nacionais e internacionais.

Assim, as habituais quatro exposições nucleares passam a cinco que estarão no Palácio Sinel de Cordes, no Centro Cultural de Belém – Garagem Sul, no Maat – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia aos quais se juntam, em 2019, a Galeria Millennium e a Culturgest. Cada uma das exposições que compõe a Trienal 2019 toma um aspecto ou dimensão particular do tema "A Poética da Razão", numa tentativa de circunscrever o que está em jogo na racionalidade da arquitectura. São elas:

Economia de Meios

Maat – Central Tejo

Economia de Meios investiga o que faz desta categoria ao mesmo tempo uma marca e uma pré-condição para uma arquitectura racional. Recolhendo um grande número de exemplos históricos e contemporâneos, esta exposição propõe uma tipologia dos efeitos da economia de meios até aos nossos dias, questionando os que podem ser explorados hoje. 
Curadoria: Éric Lapierre

Do Lado do Campo: Permacultura para Arquitectos
CCB – Garagem Sul
Do Lado do Campo: Permacultura para Arquitectos reflecte acerca de um movimento ambiental que, há mais de quatro décadas, tem sistematicamente explorado as hipóteses de uma diminuição no consumo de energia e suas consequências no redesenhar e na manutenção dos territórios. Numa tentativa de voltar a ligar arquitectura e agricultura, esta exposição vai sublinhar algumas das lições que os arquitectos e urbanistas de hoje podem retirar desta escola de pensamento e acção.
Curadoria: Sébastien Marot

Espaço Interior
Galeria Millennium

Espaço Interior investiga de que maneira a imaginação criativa tem sido historicamente alimentada por um confronto contínuo com o pensamento racional e de que maneira arquitectos e artistas de diferentes épocas conceberam sistemas racionais para materializar os seus universos visuais, físicos e mentais. Esta exposição tenta ilustrar como a imaginação na arquitectura estabelece os alicerces para qualquer trabalho nesta disciplina, de tratados clássicos à internet e aos videojogos.
Curadoria: Mariabruna Fabrizi e Fosco Lucarelli

O Que é o Ornamento?
Culturgest

O Que é o Ornamento? pensa a maneira como, depois do Movimento Modernista banir o ornamento da arquitectura, esta ideia e as suas problemáticas ganharam fôlego desde o pós-guerra, e tornaram-se cruciais nos dias de hoje para a produção racional de arquitectura de excelência. Esta exposição irá explicar através de uma série de secções temáticas que mostrarão a produção histórica e contemporânea, como o ornamento nunca desapareceu completamente e em que condições existe hoje como questão relevante. 

Curadoria: Ambra Fabi e Giovanni Piovene

Beleza Natural
Palácio Sinel de Cordes

Beleza Natural parte do Concurso Prémio Universidades para organizar uma exposição que olha para a maneira como a racionalidade construtiva tem estado há muito no centro da arquitectura, e como ainda pode ser relevante na produção contemporânea em Lisboa para criar uma arquitectura orgânica, como se fosse um sistema onde as partes estão ligadas umas às outras. Esta exposição incluirá trabalhos seleccionados a partir do Concurso Prémio Universidades Trienal de Lisboa Millennium bcp.

Curadoria: Laurent Esmilaire e Tristan Chadney 

Outro dos momentos basilares é o programa Talk Talk Talk que será construído a partir dos temas das várias exposições, e que irá trazer reflexão e investigação, por meio de agentes de renome do panorama internacional da Arquitectura. Terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, de 28 a 30 de Novembro de 2019.

Previstas estão também as atribuições dos Prémios Carreira Millennium bcp, Début e Universidades. Pela primeira vez, as cerimónias de entrega dos dois primeiros, e respectivas conferências, terão lugar durante a semana inaugural de 3 a 5 de Outubro de 2019.

As chamadas para propostas para o Prémio Début, dirigido a profissionais ou ateliers com idade até 35 anos, serão abertas de 24 de Maio de 2018 a 26 de Março de 2019.

O Prémio Universidades, dirigido a escolas de Arquitectura de todo o mundo, terá chamadas abertas de 24 de Maio de 2018 a 30 de Abril de 2019.

Seguindo a lógica de fomento da diversidade e complementaridade de olhares e conteúdos, de 24 de Maio a 31 de Outubro de 2018, estará aberto um call que apela à apresentação de Projectos Associados independentes a realizar em Lisboa durante o período da 5ª edição da Trienal.

A par do financiamento obtido através do concurso de Apoio Sustentado às Artes da Direcção-Geral das Artes (2018-2021), a Trienal beneficia de fundos europeus através da Future Architecture Platform. Para além das co-produções com os cinco espaços culturais de referência em Lisboa já mencionados, destacam-se as parcerias estratégicas com a Câmara Municipal de Lisboa, a Fundação Millennium bcp e a Fundação EDP – desenvolvidas desde 2007 – e o reforço da parceria institucional com a EGEAC.

Com identidade visual concebida pelo designer português Marco Balesteros do atelier Letra, a Trienal de Arquitectura de Lisboa 2019 acontece de 3 de Outubro a 2 de Dezembro e será um forte momento de desafio do grande público.

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?