8 projectos distinguidos no Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2019

Categorias: Arquitetura

Lisboa, Porto e Coimbra são os municípios onde estão localizados 8 projetos distinguidos da sétima edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU) de 2019, à qual concorreram 80 projetos nacionais distribuídos por 20 concelhos, anunciou a organização.

O galardão visa "reconhecer, premiar e divulgar a excelência" na renovação das cidades portuguesas, afirmando-se "atualmente como a mais prestigiada distinção" na área da reabilitação do edificado e requalificação dos territórios em Portugal, de acordo com a organização.

Em Lisboa foram distinguidos os melhores projetos nas áreas de impacto social, residencial, restauro, reabilitação estrutural e eficiência energética.

O PNRU – Residencial e o de Reabilitação Estrutural foram atribuídos ao projeto Sottomayor Residências, em Lisboa.

O galardão Cidade de Lisboa foi atribuído à reabilitação do Teatro Luís de Camões, que também recebe o prémio PNRU – Impacto Social.

No Porto, o prémio na vertente Turismo foi atribuído ao Monumental Palace Hotel e a distinção de Intervenção inferior a 1.000 m2 à Casa António Patrício.

O PNRU Cidade do Porto foi atribuído ao edifício na Rua do Teatro, 134.

O PNRU para o melhor projeto de serviços e comércio foi atribuído à Sede e Centro de Logística da Cooperativa de Farmácias Plural, em Coimbra.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana é co-organizado pela Vida Imobiliária e pela Promevi.

Este ano concorreram 80 projetos, num total de 213 mil metros quadrados de área de intervenção, distribuída por 20 concelhos.

A habitação, com 48 projetos, foi o tipo de projeto com maior representatividade. Concorreram ainda 12 projetos de impacto social, 11 de turismo e nove de comércio e serviços.

Os vencedores foram eleitos por um júri independente, que inclui o economista João Duque, os arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos, bem como os engenheiros Manuel Reis Campos e Vasco Peixoto de Freitas.

Os projectos e autores distinguidos:

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Residencial
Sottomayor Residências (Lisboa)
Arquiteto: COPORGEST, S.A.

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Impacto Social
Teatro Luís de Camões (Lisboa)
Arquiteto: Manuel Graça Dias e Egas José Vieira – Contemporânea, Lda

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Comercial & Serviços
Sede e Centro de Logística da Cooperativa de Farmácias Plural (Coimbra)
Arquiteto: Alexandre Saraiva Dias, Maria Amália Freitas

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Turismo
Monumental Palace Hotel (Porto)
Arquiteto: Rodapé Arquitetos Lda

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Cidade de Lisboa
Teatro Luís de Camões (Lisboa)
Arquiteto: Manuel Graça Dias e Egas José Vieira – Contemporânea, Lda

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Cidade do Porto
Rua do Teatro 134 (Porto)
Arquiteto: Nuno Valentim, com Otília Ayres Pereira e Pedro Lima da Costa

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Intervenção inferior a 1.000 m 2
Casa António Patrício (Porto)
Arquiteta: Joana Leandro Vasconcelos

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Restauro
Rua Mouzinho da Silveira 21 (Lisboa)
Arquiteto: Reabilita

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Reabilitação Estrutural
Sottomayor Residências (Lisboa)
Arquiteto: COPORGEST, S.A.

Prémio Nacional de Reabilitação Urbana – Melhor Solução de Eficiência
Energética
Sede da Vieira de Almeida (Lisboa)
Arquiteto: OPENBOOK Architecture e PMC Arquitectos

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE