Aberto período de sugestões sobre classificação da Casa Roberto Ivens

Categorias: Arquitetura

A Câmara de Matosinhos anunciou a abertura de um período de 30 dias, para apresentação de sugestões e ou informações relativas à classificação da Casa Roberto Ivens como conjunto de interesse municipal.

O anúncio, publicado no dia 10 de setembro em Diário da República, refere que “os interessados deverão apresentar sugestões e ou informações (…) no prazo de 30 dias”.

Por deliberação de Câmara, em 27 de julho, foi aprovado o projeto de decisão de classificação da Casa Roberto Ivens – Casa da Arquitetura, em Matosinhos, como monumento de interesse municipal.

A casa na rua de Roberto Ivens, n.º 582, foi mandada construir por José Gonçalves de Lima Camacho (1831-1882), bisavô de Álvaro Siza, na segunda metade do século XIX.

A autarquia defendeu, aquando da apresentação da proposta, que “a Casa Roberto Ivens inscreve-se no grupo de casas que valem por quem lá viveu, pelo que lá se viveu e que também valem por si e que, por tudo isso, se pretende que perdurem”.

E foi no sentido de reconhecer e valorizar todas essas dimensões – a histórica, a arquitetónica e a patrimonial – que a Câmara Municipal decidiu em 2007 comprar a casa e em julho decidiu a classificação deste imóvel como Monumento de Interesse Municipal.

O facto de nesta casa ter vivido a família Siza Vieira, e de nela o Arquiteto Álvaro Siza ter passado a sua adolescência e juventude, e de ela ser hoje o resultado das suas intervenções, em especial nos anos sessenta do século XX, contou para a decisão do município.

Pelas mesmas razões, após a sua aquisição em 2007, a câmara tomou a decisão de solicitar aos arquitetos Álvaro Siza e Carlos Castanheira o projeto da sua reabilitação, com vista a lá instalar a ACA – Associação Casa da Arquitetura e o Centro de Documentação Álvaro Siza.

A casa é um edifício de rua que ocupa quase toda a frente do “lote”, existindo apenas estreitas passagens laterais que fazem com que a construção descole das construções vizinhas e tenha, na realidade, quatro fachadas.

Ocupa aproximadamente 84 metros quadrados de um terreno que possui cerca de 420 metros quadrados.

Fotografias © Fernando Guerra

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?