Alegria One é novo projecto da EastBanc com assinatura de Souto Moura

Categorias: Arquitetura

O Alegria One é o mais recente projecto da promotora EastBanc e que tem a assinatura do arquitecto Souto de Moura. Trata-se de uma reabilitação de um edifício do século XIX, em Lisboa, num investimento de 11 milhões de euros.

Alegria One é um projeto de reabilitação total de um icónico edifício na esquina da Avenida da Liberdade com a Praça da Alegria. Terá sete pisos com um total de 2.800 m2 de área de construção, entre escritórios, um restaurante e uma loja no piso térreo.

Construído no final do século XIX, serviu mais tarde de residência à família Keil até meados do século XX. Posteriormente, na década de 1970, tornou-se um destino obrigatório dos amantes de eletrónica por funcionar aqui uma das primeiras empresas que vendia componentes eletrónicos no país, a DIMOFEL.

O projecto de reabilitação irá manter as três fachadas do antigo edifício e todos os elementos arquitectónicos que o caracterizam, e transformará este espaço num edifício de escritórios de topo com amplos espaços, sem pilares, uma loja única voltada para a Avenida da Liberdade e ainda um restaurante com ampla área exterior, mesmo no centro da Praça da Alegria.

O edifício conta com uma área de construção total de 2.800 m2 e, após a intervenção, terá sete pisos com um total de 2.200 m2 de área comercial, divididos entre 1.300 m2 de escritórios, um espaço de restauração com logradouro exterior e uma loja de com mais de 400 m2 no piso térreo com seis metros de altura, para além de arrecadações em cave. Em fase avançada de construção, o projecto deverá estar concluído no 3º trimestre de 2021.

De acordo com Tiago Eiró, CEO da EastBanc em Portugal, “este é um projecto único, numa das zonas mais emblemáticas de Lisboa, e que trará uma oferta de escritórios diferenciadora e uma loja para as empresas e marcas que procuram um espaço de excelência com uma localização fantástica. Procurámos adaptar este projecto às necessidades mais atuais das empresas, que cada vez mais procuram espaços com áreas amplas em open space total, sem colunas, e que permitem uma enorme variedade de opções ao nível do design do espaço. Num momento em que muitas empresas estão a redefinir os seus espaços de trabalho, o Alegria One será, sem dúvida, uma excelente opção para um segmento premium numa localização de excelência em Lisboa”.

A comercialização deste projecto ficará a cargo da JLL e da Cushman & Wakefield.

A fracção de escritórios tem a possibilidade de ser utilizado por uma única empresa ou de se individualizar cada piso se a procura de mercado assim o justificar, tornando-o muito flexível às variações de mercado. Este edifício apresenta ainda uma cave com arrecadações de apoio às diversas frações e áreas técnicas.

©DI

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Margres Architecture Award

Saber mais »

3DHR Multimédia

Desenvolvemos projetos em 3D para arquitetura e design interiores