Álvaro Siza desenhou banco para a torre que projetou em Nova Iorque

Categorias: Arquitetura

O arquiteto Álvaro Siza Vieira esteve presente no passado dia 24 de setembro em Nova Iorque, na inauguração do banco, em mármore branco de Estremoz especialmente concebido para a torre de 150 metros de altura em construção na interseção do Upper West Side e Midtown West, desenhado pelo arquiteto.

Com 4,6 metros de comprimento e um peso aproximado de 530 kg, o banco denominado “Hell’s Kitchen Bench”, é o resultado do desafio lançado ao arquiteto por Guta Moura Guedes, responsável pela Experimentadesign, colunista do Expresso, para conceber uma peça de mobiliário no âmbito do programa Primeira Pedra, patrocinado pela Associação Portuguesa da Indústria de Mármores e Granitos.

O objetivo central daquele programa passa por ações de divulgação internacional da qualidade e das especificidades da pedra portuguesa, através da criação de peças de arte contemporânea. Para isso tem contado com a participação de artistas plásticos, arquitetos e designers portugueses e estrangeiros, que têm vindo a mostrar as suas obras em grandes cidades.

Com o humor que o caracteriza, Álvaro Siza explica ter escolhido o nome para o banco em mármore e mogno que será colocado no átrio dos elevadores da torre que desenhou para 611 West 56th Street, “esperando que a experiência de quem nele se sente não seja infernal”.

Uma das novidades do banco de Siza reside no facto de, pela primeira vez no programam Primeira Pedra, o projeto desenvolvido apresentar um outro material em combinação com a pedra. Neste caso a madeira de mogno.

A opção de Siza enquadra-se com toda a naturalidade no programa de pesquisa experimental incentivado pela Primeira Pedra. Entre 2016 e 2017 concretizou três grandes projetos – “Resistance”, Still Motion” e Common Sense” – materializados em exposições em Veneza, Milão, Weil am Rhein, São Paulo, Londres, e Nova Iorque. Para 2019 e 2020 estão previstas novas ligações a grandes nomes do design e da arquitetura internacional, sempre com o objetivo de explorar as potencialidades da pedra portuguesa. Os projetos serão apresentados em Veneza, Nova Iorque e Paris, para tudo culminar, depois, numa exposição retrospetiva em Lisboa, durante a qual será possível ver os projetos e peças desenvolvidas no âmbito do programa. O programa Primeira Pedra inclui um sítio na internet (www.primeirapedra.com) , vários documentários sobre os diferentes projetos desenvolvidos e três aplicações para plataformas digitais.

A área de Manhattan onde está a ser construída a torre de Siza para os promotores imobiliários Sumaida + Khurana tem já outros edifícios assinados por arquitetos de primeira linha no contexto da arquitetura internacional, como Bjarke Ingels, César Pelli, Frank Ghery, Herzog & de Meuron, Jean Nouvel, Norman Foster, Renzo Piano ou Zaha Hadid.

 

Consulte o projeto

 

©Direitos Reservados
Imagens ©Slideshow

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total

MOON

A única placa de comando em cerâmica.