Arquiteto Filipe Miguel Cardoso ganhou concurso de ideias para a revitalização e requalificação do largo da Feira da Malveira

Categorias: Arquitetura

Um momento de participação e de democracia para fazer do “coração” da Malveira um espaço com vida. Assim foi o Concurso de Ideias para a Revitalização e Requalificação do Largo da Feira da Malveira e da Av. José Batista Antunes, que registou, entre 15 de junho e 30 de setembro, 13 propostas e 140 sugestões da comunidade local. Hoje, foram divulgados os resultados, tendo o 1.º prémio sido atribuído a Filipe Cardoso.

As referidas 13 propostas foram submetidas a análise do júri constituído pelo Presidente da Câmara Municipal de Mafra (CMM), Hélder Sousa Silva, pelos Vereadores Hugo Luís, Sérgio Santos e Eduardo Baptista, pelo Presidente da União das Freguesias de Malveira e S. Miguel de Alcainça, José Pinheiro, pelo Representante da Liga dos Amigos da Malveira, Paulo Almeida, e pelo Diretor de Departamento de Urbanismo, Obras Municipais e Ambiente da CMM, Bruno Miranda.

O júri deliberou atribuir o 1.º prémio, no valor pecuniário de 5 mil euros, a Filipe Miguel Marques Raposo Cardoso, que procedeu a “clara definição dos limites espaciais do lugar”, mantendo a tradição enquanto feira, mas criando ainda um “novo espaço público de utilidade à comunidade e aos seus visitantes, com novos acessos, novos pontos de interesse e estabelecendo novas ligações”.

A primeira menção honrosa, no valor de 1.000€, foi entregue a João Filipe Alexandre Malhão. O júri deliberou, ainda, atribuir duas segundas menções honrosas, no valor de 500€ cada: a Patrícia Alexandra Branco Silva e Sérgio Dias Martins; e a Rui Manuel Pegado dos Santos e Carlos Alberto Pegado dos Santos.

Nos termos das normas de participação neste concurso, a Câmara Municipal passa a deter a propriedade sobre os documentos entregues pelos concorrentes, pelo que poderá complementar a proposta vencedora com oportunas sugestões de outras propostas.

Para dar a conhecer à comunidade as propostas apresentadas, está patente uma exposição, que se prolonga até 31 de dezembro, no edifício-sede da União das Freguesias de Malveira e S. Miguel de Alcainça, situado no Largo da Igreja, na Malveira.

Esta requalificação tem como objetivos específicos: dinamizar a feira semanal, preservando-a enquanto elemento da identidade da Malveira, mas correspondendo às novas tendências do comércio a retalho; promover a utilização do espaço público para fins complementares (turismo, cultura ou lazer) nos restantes seis dias da semana; valorizar o Chafariz do Largo da Feira, classificado como Imóvel de Interesse Patrimonial; reabilitar a denominada Casa da Família Cannas; e promover a valorização paisagística da Av. José Batista Antunes.

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

World Architecture Festival 2022

Take a ticket here »