ARTsolutions ilumina Linea Residences

Categorias: Arquitetura

A ARTsolutions Group é a responsável pelo projeto de design de iluminação do Linea Residences, empreendimento que se reergueu de um edifício de escritórios que pertenciam à Caixa Geral de Depósitos, em pleno coração de Lisboa, num investimento da responsabilidade da Habitat Invest.

Para Tiago G. da Costa, CEO da ARTsolutions, os desafios que se colocam em cada projeto são sempre inovadores, diferentes e exigem novas abordagens. “No Linea Residences estudamos diversas soluções até serem encontradas os melhores compromissos que sejam o garante de emoções e reações comportamentais na utilização do espaço arquitetónico. Procuramos sempre a melhor conjugação dos vários tipos de iluminação, técnica e decorativa, de exteriores e interiores. A intervenção da ARTsolutions visa gerar emoções, melhorar o conforto no espaço e em simultâneo contribuir para a dinâmica de vendas, da manutenção e dos custos de investimento”, refere Tiago G. da Costa.

O Linea Residences resulta da reabilitação do edifício na Av.5 de Outubro (ex-CGD), outrora dedicado a escritórios, agora transformado em 36 apartamentos, distribuídos por tipologias T1 a T4 e duas Urban Villas, com piscina e terraço privativos, cujos preços variam entre os 600 mil e os três milhões de euros.

Todas as habitações deste novo empreendimento, cujo projeto tem a assinatura do atelier Contacto Atlântico, do arquiteto André Caiado, terão lugares de garagem – com a possibilidade de carregamento elétrico de viaturas -, e arrecadação de dimensões generosas. Além disso, o condomínio terá portaria, para acolher serviços de vigilância e controlo de acessos, disporá de ginásio, piscina interior aquecida, sauna, balneários e jardins exclusivos.

A Habitat Invest destaca as duas “penthouse”, de tipologia T4, que terão acesso a terraço privativo no topo do edifício, com piscina e magníficas vistas sobre a cidade de Lisboa, a par das duas unidades T3 que funcionarão como duas moradias no centro da cidade, com terraços, jardins, piscina privativa e acesso à garagem através de elevador próprio.

O edifico original, com uma arquitetura datada numa visão de solidez construtiva muito em voga na época, pouco orientada para rasgos criativos, vai agora ser transformado um condomínio residencial, que assentará na manutenção das volumetrias existentes, mas cortando com a estética pré-existente, através da abertura de vãos nas fachadas e da oferta alargada de varandas, terraços, jardins e piscinas privativas.

A localização do Linea Residences, inserido numa zona nobre e central da cidade, com fácil acesso às principais vias de entrada em Lisboa e rápidos acessos ao Aeroporto, as características físicas singulares do imóvel – visíveis, por exemplo, nos azulejos da Viúva Lamego que fazem o revestimento das fachadas – constituíram o “mix” ideal para projetar um empreendimento residencial único nesta zona de Lisboa”, observa Luís Corrêa de Barros, CEO da Habitat Invest.

 

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Margres Architecture Award

Saber mais »

Webinars Leca®

Inscreva-se!