Atelier Meireles Arquitectos distinguido na 2ª Edição dos Prémios Lusófonos de Arquitetura e Design de Interiores

Categorias: Arquitetura

O projecto INFANTE, do atelier Meireles Arquitectos, foi distinguido na 2ª edição no concurso Prémios Lusófonos de Arquitetura e Design de Interiores com o troféu de Prata, na categoria Arquitectura – Habitação Reconstrução.

O edifício INFANTE é um projecto de reabilitação localizado na rua do Infante Dom Henrique, 45, 4050-296, Porto, zona histórica classificada como Património Mundial pela Unesco.

A propósito da execução, Mário Miguel Meireles, fundador do atelier e lead architect do projecto, refere que em termos programáticos a maior preocupação foi respeitar ao máximo não só os requisitos do programa arquitectónico da área, classificada como Património Mundial pela Unesco, mas também as características arquitectónicas dos dois edifícios que resultaram numa habitação multifamiliar (vestígios medievais, neopaladianos e barrocos foram mantidos e reabilitados).

Nas palavras de Mário Meireles:

Todas as distinções e publicações são fruto do empenho, dedicação e paixão que a nossa equipa de arquitectos coloca em cada projecto. Os prémios não se ganham sozinhos; é preciso ter oportunidades e pessoas que apostam e acreditam na nossa equipa. Com os prémios vem também a responsabilidade e o respeito pela conquista, pelo que continuaremos a empenhar-nos com toda a nossa energia e acima de tudo paixão, que é o pilar da nossa arquitectura.

 

Prémios Lusófonos de Arquitetura e Design de Interiores
Arquitectura e Design de Interiores dos Países de Língua Oficial Portuguesa

“O concurso visa distinguir os melhores projetos da área, tendo em conta a sua inovação, criatividade, conforto, sustentabilidade e modernidade. Num mundo em que arquitectura e o design de interiores assumem uma cada vez maior importância quanto à felicidade do ser humano e à preservação da nossa natureza, urge que sejam distinguidos os estúdios, profissionais e empresas que mais têm feito por estes sectores. É desta ambição que nasce este projecto, que vai unir profissionais de todo o mundo lusófono.
O Lisbon Awards Group, startup portuguesa líder na organização de prémios e eventos corporativos próprios, é a responsável dos Prémios Lusófonos de Arquitetura e Design de Interiores. O LAG é já responsável por vários eventos de relevo à escala portuguesa e internacional, como os Prémios Lusófonos da Criatividade, o Lisbon International Advertising Festival, os Prémios Autarquia do Ano, o Lisbon e o Porto Law Summit, o Cascais Marketing Summit, o Lisbon Business Summit, entre muitos outros. Garantindo em todas estas iniciativas um selo de prestígio, isenção, relevância e qualidade.”

Apresentação breve da intervenção urbana:

Os dois edifícios contíguos sujeitos ao projeto de reabilitação pelo atelier Meireles Arquitectos inserem-se numa área classificada como Património Mundial pela Unesco, o que fez com a intervenção fosse cuidada, pouco invasiva e cumpridora com os requisitos do programa arquitetónico da área. O exercício arquitetónico foi complexo, mas muito interessante e desafiante. Foram estudadas as origens dos edifícios contíguos e, através de uma investigação histórica, constatou-se que os mesmos sofreram várias intervenções distintas ao longo do tempo. Apesar do interior da estrutura edificativa do empreendimento Infante apresentar um conjunto de provas que remetem a sua edificação primordial para a época medieval (paredes de alicerce nas caves e alguns elementos referentes a intervenções do séc. XV), as características arquitetónicas predominantes foram levadas a cabo no séc. XVIII. Foram as últimas intervenções do séc. XVIII que serviram de base para a renovação que foi levada a cabo pelo atelier. Em termos programáticos pretendeu-se transformar os dois edifícios num só, constituído por vários apartamentos e uma loja. O exterior do edifício sofreu poucas alterações: as fachadas foram reabilitadas, mantendo-se a sua traça original, com exceção de novos vãos introduzidos ao nível do rés do chão, com o intuito de conferir alguma transparência à loja, foi introduzida uma nova varanda no 5o piso e incluíram-se mansardas no vão do telhado, de forma a torná-lo habitável. O interior do edifício foi totalmente reabilitado para se fazer cumprir o programa e garantir toda a qualidade de habitabilidade atualmente exigida. Porém, foi utilizada toda a influência das épocas passadas, refletidas em ambos os edifícios, quer no tipo de materiais usados, (predominantemente madeira), quer nos desenhos dos vãos, nos desenhos das escadas e nos desenhos das molduras que sobressaem nos tetos e paredes, estes últimos influência direta do estilo Barroco do séc. XVIII no Porto, ainda que tenham sido simplificados ao máximo o seu desenho e a sua forma. Além de alguns traços neopaladianos, como o uso de janelas guilhotina e mezaninos, permanecem na fachada frontal os traços barrocos, como o óculo no piso térreo, elemento decorativo e de entrada de luz, as curvas das janelas do mezanino e a subsistência de mísulas sob as varandas do pisos superiores, tornando estas duas casas contíguas num exemplo raro de arquitetura civil na cidade do Porto, onde é possível percecionar a transição entre duas correntes arquitetónicas que marcaram a paisagem urbana portuense. Com uma localização de excelência, no centro histórico e próximo da Ribeira do Porto, o empreendimento Infante encontra-se no centro da atividade turística, rodeado dos principais monumentos e pontos de interesse da cidade.

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Jooble

Mais de 2 mil vagas para arquitetos no Brasil

Formação 3dsMAX + Vray

janeiro de 2022 | online