Atelier-Museu Júlio Pomar liga Arte e Arquitectura

Categorias: Arquitetura

 

O Atelier-Museu Júlio Pomar, em Lisboa, inaugura hoje uma nova exposição que estabelece uma ligação entre a arte e a arquitetura, através das obras de quatro autores portugueses.

 

A nova exposição, segundo fonte da produção executiva e comunicação do ateliê, intitula-se “Caveiras, casas, pedras e uma figueira”, é inaugurada hoje, às 18:00, e abre ao público na sexta-feira, permanecendo até 16 de fevereiro de 2014.

 

 

Um total de 163 obras compõe esta mostra, na qual se destacam, sobretudo, desenhos de Álvaro Siza Vieira, Luís Noronha da Costa, Fernando Lanhas e do próprio Júlio Pomar.

 

Álvaro Siza Vieira vai apresentar 16 peças – alguns esquissos de estudo, plantas de edifícios, cortes e alçados -, Luís Noronha da Costa, 58 desenhos e estudos para projetos de arquitetura, e Fernando Lanhas, dois desenhos e 40 pedras pintadas.

 

Júlio Pomar vai apresentar 32 desenhos do caderno de figueiras e 15 desenhos de caveiras.

 

“Caveiras, casas, pedras e uma figueira”, a designação da mostra, tem curadoria de Delfim Sardo, que tem vindo a explorar a ligação entre as artes plásticas e a arquitetura, e está integrada no programa de projetos paralelos da 3.ª Trienal de Arquitetura de Lisboa.

 

A exposição apresenta o ponto de convergência entre as diferentes disciplinas praticadas por estes autores, explorando as estruturas através do desenho.

 

 

O Atelier-Museu foi inaugurado em abril deste ano, num edifício recuperado, projeto do arquiteto Siza Vieira, situado na rua do Vale, ao largo de Jesus, perto da residência do artista, em Lisboa.

 

Até dia 23 de outubro, o “atelier” tinha recebido 16 mil visitantes, revelou fonte da entidade à agência Lusa.

 

O Atelier-Museu possui um acervo de 400 obras, doadas pelo artista à Fundação Júlio Pomar, com pintura, escultura, desenho, gravura, cerâmica, colagens e “assemblage”.

 

Pintor e escultor, nascido em Lisboa, em 1926, Júlio Pomar é um dos criadores de referência da arte moderna e contemporânea do país, e continua a pintar no seu “atelier”, na capital.

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?