Câmara do Porto entrega prémios aos melhores projetos de reabilitação na cidade

Categorias: Arquitetura

A recuperação do património arquitetónico da cidade pela iniciativa privada foi ontem distinguida pela Câmara do Porto com a entrega do Prémio João de Almada aos melhores exemplos já concretizados.

A 17.ª edição deste prémio instituído pela autarquia teve assim o seu ponto alto com a entrega dos prémios aos vencedores e com a inauguração de uma exposição, no átrio do edifício dos Paços do Concelho.

Até ao mês de maio e com entrada livre, ali se podem admirar e compreender ao detalhe os "projetos tão extraordinários de grandes reabilitações" que mereceram o prémio e os elogios do presidente da câmara. Rui Moreira sublinhou mesmo que a distinção é devida a estes concorrentes por serem participantes ativos na preservação do tecido da cidade e da sua história.

Palácio do Bolhão (arquitetos José Gigante, João Gomes e M. Fernando Santos), expansão da Católica Porto Business School (arq. Álvaro Siza Vieira) e Casa da Boavista (arq.ª Joana Leandro Vasconcelos/Atelier In.Vitro) foram os três premiados. Houve ainda menções honrosas para os projetos da Igreja e Torre dos Clérigos, da Casa-ateliê José Marques da Silva, da Casa Salabert, do Loft Álvares Cabral e de uma Casa Nossa Senhora de Fátima.

Todos eles podem ser vistos na exposição ontem inaugurada, a qual reúne também exemplares do emblemático e importante Banco de Materiais com que a Câmara do Porto vem contribuindo ativamente para a reabilitação do património e a preservação da memória arquitetónica e cultural da cidade.

LINKS
VÍDEOS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE