Casa Barbot será o novo pólo de cultura da cidade de Gaia

Categorias: Arquitetura

Classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1982, a Casa Barbot foi adquirida pela Câmara de Gaia que ali instalou sede do Pelouro da Cultura, Património e Turismo, mas entretanto fechou o espaço para obras de recuperação.

Depois de vários anos de burocracia, a empreitada de requalificação da Casa Barbot vai avançar para concurso, estando prevista a abertura deste espaço como polo de cultura para exposições e lançamento de livros, num investimento na ordem dos 1,6 milhões de euros.

O imóvel é o único exemplo de Arte Nova no concelho, tendo sido adquirido pela Câmara de Gaia, que aí instalou a Casa da Cultura, em 2007. Após vistoria da proteção civil, foi determinada a desocupação imediata da casa, por razões de segurança dos utentes. Consequentemente, a Câmara despoletou uma intervenção de conservação e reparação de coberturas, caixilharias e gradeamentos exteriores, para sanar as infiltrações existentes, os danos graves na estrutura de madeira da cobertura e tetos, a deterioração de caixilharias de madeira, entre outros aspetos. Com a referida operação, realizada entre 2017 e 2018, foram criadas as condições para a execução da necessária intervenção de conservação e restauro do seu património integrado.

A atual proposta consiste em conversar, restaurar e renovar este imóvel para reinstalar a casa da cultura do município, que oferecerá visitas aos espaços da antiga habitação devidamente reabilitados e musealizados, preparados simultaneamente para receber exposições temporárias e eventos de caráter cultural.

Em termos programáticos, o rés do chão receberá os espaços de receção e loja de merchandise, exposições temporárias e eventos; a cave englobará compartimentos musealizados (da antiga habitação), salas de exposição, instalações sanitárias, copa para funcionários, sala de depósito, espaços técnicos e de arrumo; o primeiro andar conterá uma pequena biblioteca e sala de leitura e gabinetes destinados aos serviços e gestão do espaço. Relativamente à acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada, a mesma foi, também, cuidadosamente estudada.

©DR

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.

𝗣𝗼𝗿𝘁𝘂𝗴𝗮𝗹 𝗖𝗢𝗻𝗩𝗜𝗗𝗮 𝗧𝗼𝗱𝗼𝘀

Uma ação informal por um bom motivo