dEMM arquitectura venceu o prémio internacional de arquitetura Leaf Awards 2011

Categorias: Arquitetura

O edifício Living Foz, desenhado pelo atelier dEMM arquitectura, construído e promovido pela J.Camilo, venceu o prémio internacional de arquitectura “Leaf Awards 2011” em Londres, no passado dia 16 de Setembro.

 

O projecto vencedor integrava uma shortlist de 47 finalistas de todo o mundo na categoria “young architect of the year” sendo da autoria do arquitecto Paulo Fernandes Silva que contou com a colaboração dos arquitectos Isabela Neves e Tiago Soares Lopes.

 

O convite de participação surgiu em Abril de 2011, os elementos para apreciação foram enviados no mês de Maio e em Junho passou a integrar a shortlist.

 

Na sua nona edição, os Prémios Leaf Awards um dos mais prestigiados prémios anuais de arquitectura, pretendem “honrar os arquitectos que projectam edifícios e soluções que servem de referência para a comunidade de arquitectos a nível internacional”. Os Leaf Awards já premiaram arquitectos como Zaha Hadid, David Chipperfield, SOM, Steven Holl, Terry Farrell e Marcio Kogan.

 

Na cerimónia que teve lugar em Londres, no Landmark Hotel, o Júri comentou e elogiou diversos aspectos do projecto: “O privilégio das relações entre interior e exterior, de modo a usufruir a vista panorâmica e a exposição solar (…) A articulação de direcções cria espaços de varanda enriquecidos por contrastes de luz e sombra, de exposição e de protecção. A sua forma é enfatizada pelos contrastes entre o betão branco à vista e os painéis de GRC (Glass Reinforced Concrete). Libertando 30 por cento do terreno para criar um espaço envolvente para utilização colectiva, promove descompressão em relação às construções vizinhas (…) O princípio geométrico e material das fachadas estende-se aos arranjos exteriores, criando espaços de circulação, de afastamento e de paragem. A exposição solar controlada, a inércia térmica da envolvente exterior, a utilização de energias alternativas e equipamentos eléctricos eficientes, são medidas que integram o edifício numa lógica de qualidade associada ao respeito pela Pessoa e respectivo Habitat.”

 

O Júri foi composto por figuras de relevo no panorama da teoria, da prática e da consultadoria de Arquitectura e de Engenharia Inglesa e Internacional.

 

Liderado por Irving Brauer, da “Brauer Associates”, inclui: Stephen Fisher, da Momentum Engineering (empresa com ampla actividade no Reino Unido e EUA, tendo colaborado com arquitectos como Dominique Perrault); Angus Brown, arquitecto e director da Fraser Brown MacKenna, com sede em Londres; Lucy Bullivant, Honorary Fellow do Royal Institute of British Architects, autora de diversas monografias e ensaios de arquitectura (tem vindo a desenvolver uma carreira notável em curadoria, nomeadamente na Royal Academy of Arts).

 

Ver o projecto:

http://www.espacodearquitectura.com/index.php?id=60&pid=161

 

Imagem – Entrega do prémio

 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE