Estátua a São Nuno de Santa Maria . Divulgação de Resultados

Categorias: Arquitetura

O Júri do Concurso de Concepção promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, com o objectivo de seleccionar uma proposta para erigir uma Estátua a São Nuno de Santa Maria, respectivo pedestal e arranjos exteriores, de entre os 30 trabalhos apresentados, deliberou pela seguinte hierarquização, dos 3 primeiros lugares:

 

1.º Prémio:
Fernando Almeida, Escultor
Filipe Russel, Arquitecto
Pedro Correia Martins, Arquitecto

A representação de São Nuno de Santa Maria assume-se, segundo os autores, não só como um retrato, mas também como uma evocação aos seus actos em vida. Aparece representado “(…) não como guerreiro ou santo, mas como um homem. Esta figura humanizada de S. Nuno dá destaque à sua obra humanitária, ao seu percurso de bondade e trabalho em prol de um mundo justo. É representado de cabeça baixa como se, apesar dos seus actos glórios, não merecesse olhar de frente a Deus ou ao Homem.” Ao nível do espaço público, a intenção “(…) foi actuar de forma pontual e concisa, de modo a preservar os valores históricos, culturais e paisagísticos da área envolvente.”

Segundo o Júri, a escolha “(…) fundamentou-me na beleza estética da escultura, na harmonia das formas, no semblante simultaneamente nobre e contido do santo, na sugerida religiosidade e intimidade compaginada com a disponibilidade do herói (…).”

 

2.º Prémio
Vasco Santos, Arquitecto
Alberto Craveiro, Arquitecto

Segundo os autores, a estátua representa a cristalização da memória do Santo Condestável D. Nuno de Álvares Pereira, captando o seu momento de glória numa silhueta de bronze recortada no betão branco. Pretendeu-se “(…) promover uma nova abordagem ao ato de esculpir e representar, mostrando o negativo da comummente usada escultura mimética, numa analogia ao vazio que “S. Nuno de Santa Maria” deixou aquando a sua morte. O pedestal como base escultórica permitirá também o acolhimento, repouso e permitirá a reflexão. E à noite, com recurso de iluminação será possível ver o perfil de “S. Nuno de Santa Maria” caminhando na cidade, junto aos seus Paços.”

O Júri, no seu relatório, deu destaque ao modo original como o trabalho foi concebido: “(…) a  escultura surgindo como que em negativo, permitindo a fruição do espaço envolvente, dos edificados próximos.”

 

3.º Prémio
Carine Pimenta, Arquitecta Estagiária
Cláudio Vilarinho, Arquitecto

Os autores referem que “o percurso biográfico de D. Nuno Álvares Pereira, pelas suas variadas facetas, inspirou a representação da escultura em seis silhuetas ou perfis distintos da sua vida, como forma de o homenagear.” Para tal foram colocadas em paralelo sucessivas placas de bronze que, num “todo unitário e dinâmico”, vão “desenhando “contornos” simples e sóbrios da sua figura.”

O Júri deu destaque ao “carácter altamente pedagógico do trabalho”, ressalvando que “mais do que uma escultura inacabada, é uma história que se vai contando, qual biografia de D. Nuno Álvares Pereira a desdobrar-se no bronze.”

O concurso decorreu sob anonimato, e contou com a presença do Arquitecto António Leitão Barbosa no Júri, em representação da Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos.

 

 

Imagens

1.º Prémio:
Fernando Almeida, Escultor
Filipe Russel, Arquitecto
Pedro Correia Martins, Arquitecto

 

3.º Prémio
Carine Pimenta, Arquitecta Estagiária
Cláudio Vilarinho, Arquitecto

2.º Prémio
Vasco Santos, Arquitecto
Alberto Craveiro, Arquitecto

 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.