FORA + BETH HUGHES selecionados para a 2ª fase do concurso Nordic Built

Categorias: Arquitetura

A proposta apresentada pela equipa FORA + Beth Hughes, com Raul Moura e Tudor Vasiliu é uma das quatro propostas seleccionadas para a segunda fase do Nordic Built Challenge, um concurso aberto e multidisciplinar que visa a renovação de cinco edifícios, um em cada país nórdico. O concurso recebeu um total de 171 propostas, 76 dos quais para a Dinamarca. Os cinco finalistas nacionais serão anunciados em Setembro.

 

O projecto apresentado aborda o conjunto de habitação social Ellebo em Ballerup, na Dinamarca. Este complexo foi construído em 1963 e é composto por quatro edifícios, num total de 20,000 m2, rodeados por zonas verdes e de estar colectivas. O enunciado requeria a renovação dos edifícios existentes e zonas exteriores, e a construção adicional de 5,000 m2 de habitação.

 

Organização da equipa e competências:

FORA + Beth Hughes  – Arquitectura

Raul Moura                – Sustentabilidade e Energia

Tudor Vasiliu             – Visualização

 

 

Proposta

 

Introdução

O conjunto de habitação social Ellebo é um manifesto construído do ideal moderno – blocos de habitação colectiva com serviços comuns, implantados num generoso espaço público, um modelo flexivel que se apresenta ainda como uma base válida para um novo começo.

Uma primeira renovação nos anos 90 alterou a performance técnica dos edifícios e foi o primeiro passo em direcção à melhoria das qualidades espaciais das habitações. A introdução de marquises aumentou a área útil mas veio contribuir para separar ainda mais os residentes do exterior. Este corte explica a separação existente entre o domínio privado e o colectivo.

A renovação apresenta a oportunidade de corrigir esta lacuna, e reintroduzir o espaço exterior e o espaço comunitário como qualidades fundamentais do lugar.

 

A ambição da intervenção é amplificar, evidenciar e fortalecer as qualidades intrínsecas do esquema existente. A estratégia assenta em três princípios: densidade, exteriorização, comunidade. Através da combinação destes elementos o projecto pretende não só melhorar as qualidades físicas do bairro Ellebo, mas também desempenhar um papel activo na aproximação da comunidade.

 

Densidade

A adição de novas tipologias aos edifícios existentes é uma oportunidade para aumentar positivamente a complexidade programática do conjunto residencial. Os novos apartamentos oferecem qualidades espaciais distintas dos existentes, e podem ser reconfigurados para acomodar usos diferentes ao longo do tempo. Um pátio convertível no núcleo central das novas tipologias permite a iluminação natural das habitações e funciona também como um sistema sustentável passivo.

 

Exteriorização

O desafio chave é a melhoria das condições espaciais das habitações existentes sem transformar a disposição interior. Uma nova camada de espaço exterior é adicionada aos edifícios existentes: cada apartamento é dotado com uma nova varanda protegida por uma fachada de vidro, gerando uma condição semi-exterior que permite que o espaço seja utilizado durante a maior parte do ano. Um jardim de inverno colectivo que prolonga o domínio privado para o exterior. A nova fachada do edifício é um mosaico de diversidade, um espaço comunitário animado pelos vizinhos.

 

Comunidade

O jardim central – uma vasta área de espaço livre valioso – não está neste momento a ser utilizado em todo o seu potencial como recurso para a comunidade. É injectado programa colectivo no núcleo central: campos de jogos, parques infantis e áreas de estar e lazer. Em redor destes equipamentos o espaço livre é dividido em lotes e jardins comunitários, através de um processo participativo, projectando no solo a diversidade expressa nas fachadas dos edifícios.

 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.