Gaia prevê construir 1.200 fogos de rendas acessíveis

Categorias: Arquitetura
A Câmara Municipal de Gaia está a desenvolver um projecto de construção de cerca de 1.200 fogos de habitação de renda acessível, tendo identificado sete locais no concelho, informou o presidente da autarquia.Em causa está a construção de casas com tipologia T2 e T3, cujas rendas podem ir de 25 a 350 euros.

Em declarações aos jornalistas após uma reunião de câmara, Eduardo Vítor Rodrigues adiantou que o projecto para o terreno dos Arcos do Sardão, próximo da Estrada Nacional 222, é o mais avançado dos sete já estudados e que a candidatura a fundos europeus deverá seguir em Abril.

“Garantidamente vai ser rápido porque os fundos da ‘bazuca’ vão ser executados rápido”, referiu o autarca, falando da possibilidade de um financiamento a 100% e fundo perdido, mas sem adiantar valores ou prazos.

Nesse terreno, a câmara de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, acredita que virá a construir cerca de 30 fogos feitas em casas germinadas com pormenores de eficiência energética, avaliadas em 140 mil euros por habitação para os T2 e 160 mil euros como valor de referência para os T3.

 

Não é contrução em altura

As habitações baseiam-se num projecto tipo e os restantes terrenos já identificados para este projecto de renda acessível localizam-se em Vilar de Andorinho, Pedroso, Sandim, Canelas, Avintes e Canidelo.

Eduardo Vítor Rodrigues disse que “nesses locais está garantida a construção de 400 fogos, mas que as necessidades identificadas e a ambição apontam para as 1.200 casas”.

“Não é construção em altura, isso está fora de questão. A Estratégia Local de Habitação exige que, obrigatoriamente, estas casas fiquem em terrenos com acessos e transportes. Não vamos construir em locais que ninguém quer”, disse o autarca.

Entre os terrenos está o dos Arcos do Sardão para habitação de renda acessível, um em Canidelo, cuja finalidade não está fechada”, e lotes próximos da rua 20 de Junho, no centro do concelho, para construção do futuro edifício dos Serviços Técnicos do Município, cujo projecto deverá ser conhecido no Verão, disse o presidente da câmara.

© Lusa/DI

Imagem ©CMGaia

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Registe a sua Empresa

Crie a sua conta gratuitamente e promova os produtos da sua empresa.

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?