Lisboa homenageia Gonçalo Ribeiro Telles

Categorias: Arquitetura

“Decano da arquitectura paisagística em Portugal”, antigo deputado e ministro da Qualidade de Vida, primeiro artífice da legislação portuguesa que fundou a política de Ambiente, com destaque para a Reserva Agrícola Nacional e a Reserva Ecológica Nacional, Gonçalo Ribeiro Telles será homenageado nesta sexta-feira, 26 de Junho, numa sessão em que estarão presentes o Presidente da República, o patriarca de Lisboa e o primeiro-ministro.

Com 98 anos, completados a 25 de maio, Ribeiro Telles assistirá também à inauguração da exposição O Mester da Paisagem, patente na igreja de S. José dos Carpinteiros e na Casa dos 24 (Rua de São José, na esquina com a Rua da Fé, em Lisboa), diz uma notícia do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

A iniciativa é promovida pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) nesta sexta-feira, 26 de junho, a partir das 18h30.

A escolha do local da exposição e da homenagem tem a ver com o facto de o arquitecto ter sido juiz-presidente da irmandade “que corporizava e reunia tudo o que dizia respeito ao ofício (mester) de carpinteiro. O Mester da Paisagem percorre a “obra e mestria de pensar e trabalhar a paisagem de Ribeiro Telles, diz um comunicado da CML.

Tendo iniciado a sua intervenção cívica na Juventude Agrária e Rural Católica, o arquitecto destacou-se em várias iniciativas da oposição católica à ditadura do Estado Novo e contestou a política urbanística que levou à tragédia das cheias de 1967 na região de Lisboa.

Num texto no Público, o também arquitecto paisagista Fernando Santos Pessoa destacava que as lutas de Ribeiro Telles “marcaram a sociedade portuguesa e foram testemunho do pensador e do técnico que estava em regra à frente do seu tempo” e era muitas vezes “considerado utópico”. E destacava a “dignidade, a sabedoria e a humildade inata” do arquitecto.

©DR

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?