Jovens arquitetos reabilitam habitação social no Bairro dos Pescadores em Matosinhos

Categorias: Arquitetura

Três semanas para mudar a vida de quem mais precisa

“Este é mais um exemplo do trabalho de proximidade que fazemos em Matosinhos em prol da comunidade”.

 

As palavras são da Presidente da Câmara Municipal, Luísa Salgueiro, que, esta manhã, recebeu um grupo de 40 jovens estudantes e arquitetos de 20 nacionalidades que, durante o mês de agosto, vão participar num projeto de reabilitação urbana de um imóvel no Bairro dos Pescadores.

 

A intervenção, promovida pela MatosinhosHabit em parceria com a Critical Concrete – Associação de Experimentação Cultural, insere-se no projeto “Escola de Verão” (Summer School Practice & Theory of Sustainable and Social Architecture).

 

Trata-se de um projeto inovador, de intercâmbio no âmbito da arquitetura social e sustentável. Segundo Samuel Kalinka, presidente da Critical Concrete, os estudantes irão “trabalhar a história do espaço e do bairro “e, com a ajuda dos mentores, “desenhar os espaços em conjunto”, adaptando a casa às novas necessidades, obedecendo a critérios de sustentabilidade.

 

Luísa Salgueiro, e o administrador da MatosinhosHabit, Tiago Maia, visitaram o imóvel que será intervencionado nas próximas semanas e estiveram reunidos quer com os jovens estudantes quer com os representantes dos moradores do Bairro dos Pescadores.

 

“Este é um espaço emblemático de Matosinhos. É aqui que está a génese da comunidade matosinhense. Temos que valorizar o que já existe. Fazia todo o sentido fazermos isto aqui”, salientou a edil.

 

Para Lázaro Lopes, vice-presidente da Associação de Moradores do Bairro dos Pescadores, este projeto de reabilitação urbana “vai ajudar a melhorar a envolvente e é um exemplo para todos os moradores para que estejam mais sensibilizados a cuidar das suas habitações”.

 

Aos estudantes, Luísa Salgueiro deixou uma mensagem de gratidão: “Este trabalho é muito importante. Sei que não é fácil, com este calor e a praia aqui ao lado, mas aproveitem esta experiência única. São três semanas de muito trabalho, mas acreditem que estão a fazer a diferença na vida das pessoas. Estão a contribuir para a felicidade de mais uma família de Matosinhos. Esta casa, que será reabilitada, também é vossa”.

 

A “Escola de Verão” tem a duração de 16 dias úteis, sendo que a duração total do projeto é de dois meses mediante o tempo necessário para a conclusão da reabilitação da habitação, com a participação de um grupo de 40 jovens estudantes e arquitetos de 20 nacionalidades.

 

© Direitos Reservados

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Dekton by Cosentino

Projetos sem limites

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total