Kenneth Frampton é premiado com o Leão de Ouro na Bienal de Veneza 2018

Categorias: Arquitetura

O arquiteto, historiador, crítico e educador britânico Kenneth Frampton foi laureado com o Leão de Ouro por sua trajetória profissional na Bienal de Veneza de 2018. A decisão foi tomada pelo Conselho da Bienal de Veneza, presidido por Paolo Baratta, sob recomendação das curadores da Bienal, Yvonne Farrell e Shelley McNamara, do escritório Grafton Architects.

Tendo estudado na Architectural Association em Londres, Frampton é professor na Escola de Graduação em Arquitetura, Planejamento e Preservação da Universidade de Columbia, em Nova Iorque desde 1972. Também lecionou em várias outras instituições, incluindo o ETH Zurich, o Royal College of Art em Londres, e o Instituto Berlage em Amsterdã. Seu trabalho mais influente, "História Crítica da Arquitetura Moderna", foi descrito pelo presidente da Bienal, Paolo Baratta, como um livro com o qual "nenhum aluno de nenhuma faculdade de arquitetura não está familiarizado."

A contribuição de Frampton para a literatura de arquitetura se estende para além da "História Crítica da Arquitetura Moderna". Em "Towards a Critical Regionalism", argumenta que os arquitetos deveriam reavaliar o contexto, o lugar e a cultura. Em "Studies on Tectonic Culture", destaca a conexão entre as linguagens da construção e da arquitetura. Em "A Genealogy of Modern Architecture: Comparative Critical Analysis of Built Form", apresenta o funcionamento interno de alguns importantes projetos arquitetônicos, tornando-os acessíveis a um público mais amplo.

"No seu trabalho, Kenneth Frampton ocupa uma posição de extraordinária percepção e inteligência, combinada com um senso único de integridade. Destaca-se como a voz da verdade na promoção dos valores-chave da arquitetura e seu papel na sociedade. Sua filosofia humanista em relação à arquitetura está incorporada em sua escrita e ele tem consistentemente defendido esse componente humanístico em todos os diversos "movimentos" e tendências muitas vezes equivocados da arquitetura nos séculos XX e XXI. -Yvonne Farrell e Shelley McNamara, Curadoras, Bienal de Veneza 2018."

O Leão de Ouro pela trajetória profissional será entregue a Frampton no dia 26 de maio de 2018 durante a inauguração da Bienal de Veneza.

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

World Architecture Festival 2022

Take a ticket here »