Livro Moderno Tropical vence DAM Architectural Book Award

O livro “Moderno tropical”, de Ana Magalhães e Inês Gonçalves, venceu o DAM Architectural Book Award, anunciou a editora portuguesa.

 

“Moderno tropical – Arquitectura em Angola e Moçambique 1948 – 1975” foi editado em Novembro do ano passado pela Tinta da China e tem prefácio da arquitecta Ana Tostões.

 

O livro é o resultado da investigação e da fotografia de Ana Magalhães (arquitecta) e Inês Gonçalves (fotógrafa), sobre a arquitectura moderna portuguesa em cidades como Luanda e Lobito, em Angola, e Maputo e Beira, em Moçambique.

 

Dá a conhecer a obra de oito arquitectos portugueses “que, no contexto colonial africano, puderam aproximar-se da vanguarda da arquitectura moderna”, segundo nota da editora portuguesa.

 

“No território africano sob domínio colonial português, menos sujeito à pressão dos cânones culturais do Estado Novo e ao mesmo tempo com mais necessidades de construção urbana, houve espaço para que os arquitectos portugueses pudessem explorar livremente o Movimento Moderno”, refere a mesma nota.

 

“A expressão desta arquitectura em África, nos anos 1950 e 1960, traduziu não só os ensinamentos da Carta de Atenas, de Le Corbusier, mas também as formas modernas desenvolvidas no Brasil”, afirma a Tinta da China.

 

Ana Magalhães, 44 anos, é professora na Universidade Lusíada, e desde 1989 tem realizado vários projectos de arquitectura.

 

A fotógrafa Inês Gonçalves, 46 anos, natural de Málaga (Espanha) tem colaborado com vários jornais e revistas. Tem fotografias publicadas no livro “Cabo Verde, Goa: A história do encontro”, e é coautora de “Agora Luanda”.

 

“Moderno Tropical” venceu o Deutsches Architekturmuseum Book Award na categoria de Melhor Livro de História da Arquitectura.

 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?