Moradia Marques da Silva vencedora de menção honrosa no Prémio Gulbenkian Património

Categorias: Arquitetura

O projecto do atelier Franca ArquitecturaMoradia Marques da Silva, localizado na Rua de Álvares Cabral no Porto – foi galardoado, no passado mês de maio, com uma menção honrosa pela Fundação Calouste Gulbenkian, a propósito da 14ª edição do Prémio Gulbenkian Património – Maria Tereza e Vasco Vilalva.

Criado em 2007, pelo Serviço de Belas Artes da Fundação Calouste Gulbenkian, o Prémio “distingue anualmente intervenções de conservação, recuperação, valorização ou divulgação do património cultural português imóvel ou móvel”.

De entre as dezanove candidaturas submetidas a prémio nesta edição, o ilustre júri constituído por António Lamas, Raquel Henriques da Silva, Gonçalo Byrne, Luís Ribeiro, Santiago Macias e Rui Vieira Nery, deliberou, por unanimidade, a atribuição de duas menções honrosas, além do grande prémio vencedor, o qual foi atribuído ao projeto de Conservação e Restauro dos Tetos Mudéjares da Sé do Funchal.

Sendo assim, a recuperação da Moradia Marques da Silva arrecada uma das menções honrosas, tendo como fundamento na avaliação do júri os seguintes valores:
– valorização e salvaguarda de um bem de reconhecido valor cultural;
– aplicação criteriosa de recomendações e boas práticas;
– fomentação do interesse pela recuperação do património português.

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?