‘No País dos Arquitectos’: a Building Pictures cria podcast para aproximar as pessoas da Arquitectura

Categorias: Arquitetura

‘No País dos Arquitectos’ é um podcast semanal, criado pela Building Pictures, que surge com a missão de aproximar as pessoas da Arquitectura. Todas as segundas-feiras, às 18h30, é lançado um novo episódio. Nestas conversas dão-se a conhecer os arquitectos, os projectos e as histórias por detrás da Arquitectura portuguesa de referência.

São conversas que pretendem que a sociedade civil esteja mais informada sobre a forma como as escolhas dos arquitectos – no que toca ao território construído – têm impacto directo na sua qualidade de vida. Desta forma, o podcast pretende que as pessoas tomem melhores decisões para as suas casas, ruas, cidades e, consequentemente, para o mundo.

O podcast é guiado por Sara Nunes, realizadora de filmes de Arquitectura da Building Pictures, e a primeira temporada do podcast contará com 15 episódios. Os cinco primeiros já se encontram disponíveis no Spotify e na Apple Podcast.

Durante o seu percurso e através dos seus mais de 200 filmes, a Building Pictures tem vindo a promover a arquitectura portuguesa e o papel dos arquitectos e, assim, inverter o cenário de desvalorização. Convém lembrar que Portugal tem o segundo maior número de arquitectos per capita na União Europeia, mas conta simultaneamente com os profissionais mais mal remunerados do sector.

Em suma, pretende-se mostrar como os projectos – soluções arquitectónicas criativas e únicas para as comunidades em que estão construídas – têm um impacto positivo na melhoria da qualidade de vida das cidades portuguesas. Tal como Carrilho da Graça referiu no primeiro episódio: “O espírito que eu sempre tenho é o de tentar que as intervenções dos arquitectos contribuam para que a cidade seja melhor para toda a gente”.

Neste exercício de cidadania, o podcast tem como missão mostrar os processos e as decisões que envolvem os projectos e o impacto que a Arquitectura tem na sociedade.

‘No País dos Arquitectos’ surgiu também com a vontade de mudar o mundo e dignificar a prática de projectar no nosso país. O Arquitecto, como construtor de soluções, mostra-nos portanto, em cada episódio, a forma como a sua obra foi construída e a função social do projecto. Os convidados são arquitectos líderes da arquitectura feita em Portugal e arquitectos mais jovens que começam a dar provas da sua excelência.

No primeiro episódio, Carrilho da Graça falou sobre o Terminal de Cruzeiros de Lisboa e o compósito de betão e cortiça. No segundo episódio, movemo-nos da cidade para o jardim para melhor compreender o projecto de recuperação das estufas do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra, com a intervenção do arquitecto João Mendes Ribeiro. Posteriormente, a conversa foi com Inês Lobo que nos falou da importância da obra pública, falando da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Angra do Heroísmo, bem como do lugar que a Leitura e o Livro representam nesse espaço.

No quarto episódio, Carlos Castanheira fez-nos explorar ainda mais a envolvência com a natureza no Treetop Walk em Serralves e aí constatamos como a madeira pode ser um elemento estrutural e não apenas um material de decoração.

O quinto episódio do podcast debruçou-se sobre a recuperação das sete residências afectadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, no dia 17 de Junho de 2017.

Todos edifícios referidos nestes episódios são construções de referência das quais já todos ouvimos falar, pois fazem parte do dia-a-dia das pessoas. Porém, também constatamos que, muitas vezes, passamos por essas construções e pouco ou nada sabe-mos sobre o que esteve na origem de determinadas decisões arquitectónicas. Veja-se, por exemplo, o caso do Mercado do Bolhão, que sempre trouxe riqueza ao património da cidade.

A recuperação do mercado era uma obra há muito ansiada, mas que foi sendo sucessivamente adiada, quer por escassez de recursos financeiros, quer por desacordo quanto ao seu modelo futuro. No sexto episódio do podcast estaremos à conversa com o Nuno Valentim e aí podemos compreender melhor como a reabilitação do edifício trará ganhos significativos ao nível das condições de segurança, higiene e conforto.

Por outro lado, o envolvimento social e político é inerente a esta prática. Para o arquitecto Tiago Mota Saraiva, os problemas de habitação sempre foram visíveis no nosso país, por isso o ateliermob avançou mais tarde com a ideia de “Trabalhar com os 99%”. Ou seja, a ideia de que todos os cidadãos têm direito à Arquitectura. O ateliermob passou, deste modo, a angariar formas de financiamento para trabalhar com as comunidades, que não dispõem de recursos financeiros para pagar os projectos.

Tiago Mota Saraiva acredita que as decisões fundamentais não se esgotam num dia de eleições e considera que “as cidades ainda estão muito dedicadas ao mercado imobiliário”. A filosofia que está por detrás de projectos como o ateliermob é, no fundo, uma forma de agitar a nossa responsabilidade colectiva para pensarmos e agirmos na luta por territórios mais democráticos.

O mesmo sucede com tantas outras decisões que são ponderadas em prol de uma cidade ou de paisagem mais coesa, em harmonia com a população residente ou com as pessoas que se movem apenas de passagem. A Building Pictures está, por isso, convicta de que apostar na Arquitectura é uma melhor decisão para as nossas cidades, para as nossas casas, paisagens, espa-ços públicos, países e, consequentemente, para o mundo e para a sustentabilidade do planeta.

O critério da escolha dos edifícios de que falamos com os arquitectos baseia-se não só no impacto que estas construções assumem na vida das pessoas, mas também pela forma como a sociedade civil os reconhece, mostrando como os cidadãos vivem e interagem com esse espaço.

O podcast quer levar a Arquitectura para todo o lado, por isso as pessoas podem escutar estas conversas nas suas viagens de carro, enquanto fazem o almoço, quando estão no trabalho ou mesmo ao desenvolverem tarefas mais mecânicas.

No podcast ficamos a perceber, ainda, o que levou cada arquitecto a escolher determinados materiais, a relação entre a obra e a sua envolvente, a escala/proporção, os avanços técnicos e tecnológicos que alteram os métodos de trabalho e a própria comunicação de uma ideia do imaginário do arquitecto que, por vezes, se reflecte numa maquete, num esquisso, num desenho 2D e na tridimensionalidade no espaço.

Em suma, todos os episódios mostram como a Arquitectura é um direito de todos. Ou seja, um direito à Cultura, à Segurança, ao Conforto, ao Ambiente, ao Património, à Sustentabilidade e à Beleza. Estas conversas têm-se revelado inspiradoras, inclusive, para os não-arquitectos e o facto de estar a chegar a diferentes públicos prende-se com o cruzamento de saberes que é privilegiado na Arquitectura.

A Building Pictures é uma produtora de filmes de Arquitectura, sediada no Porto, que conta já com oito anos de actividade. Actualmente, realiza a sua primeira longa-metragem sobre um dos maiores fotógrafos de Arquitectura: Fernando Guerra. Para além disso, a equipa está a trabalhar num documentário sobre Siza Vieira e o seu primeiro trabalho: ‘As Casas do Futuro’, ao lado de João Rapagão.

Para conhecer os arquitectos e promover a Arquitectura de excelência neste projecto, a Building Pictures conta com a parceria estratégica da ArchDaily.

 

Ouça o podcast AQUI 👉 Spotify e Apple Podcast

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Margres Architecture Award

Saber mais »

3DHR Multimédia

Desenvolvemos projetos em 3D para arquitetura e design interiores