Nove Projetos De Arquitetura Portugueses Entre Os Finalistas Do Building Of The Year 2015

Categorias: Arquitetura

Há nove projetos de arquitetura portugueses entre os finalistas do concurso internacional “Building of the Year 2015” promovido pelo site especializado ArchDaily e que elege, anualmente, os melhores edifícios do mundo em diversas categorias que vão das moradias às igrejas, passando pelos escritórios ou pelos centros de saúde.

 

À semelhança do que aconteceu o ano passado, cerca de 18.000 arquitetos e entusiastas de arquitetura avaliaram, durante uma semana, no ArchDaily, um conjunto de mais de 3.000 projetos submetidos a competição e escolheram cinco finalistas em cada categoria num total de 70 trabalhos nomeados.

 

“Os finalistas deste ano representam um grupo diverso de projetos, proveniente de todos os cantos do mundo e de ateliês de diferentes dimensões e com trajetórias distintas”, explica o ArchDaily, acrescentando que todos os edifícios finalistas “captam a capacidade da arquitetura de melhorar a vida das pessoas”.

 

Portugal está representado em diversas categorias, com um total de nove trabalhos assinados por portugueses – alguns realizados em território nacional, outros no estrangeiro – a integrar os 70 finalistas do concurso.

 

O projeto da “Sambade House”, uma casa situada em Penafiel do ateliê português Spaceworkers e da responsabilidade de um grupo de arquitetos liderado por Henrique Marques e Rui Dinis, está nomeado na categoria de “Casas”.

 

Na categoria de “Moradias” está nomeada a DM2 Housing, do ateliê nacional OODA e localizada no Porto. A categoria de “Hospitalidade” é a que tem mais finalistas portugueses: três. São eles o White Wolf Hotel, do ateliê AND RÉ, a Casa no Tempo (dos arquitetos Aires Mateus e João e Andreia Rodrigues), em Montemor-o-Novo, e o Ozadi Hotel, em Tavira, de Pedro Campos Costa.

 

Ainda em território nacional, estão também na corrida a JA House, na Guarda, de Filipe Pina e Maria Inês Costa e finalista na categoria de Remodelação, e o Centro de Artes Nadir Afonso/Louise Braverman, situado em Boticas e a concurso na categoria de Arquitetura Cultural.

 

De destacar, também, entre os nomeados a presença de dois projetos de portugueses efetuados no estrangeiro: o “The Building on The Water”, edifício desenhado para a China por Álvaro Siza Vieira e Carlos Castanheira que é finalista na categoria de Escritórios, e o Fogo Natural Park Venue, em Cabo Verde, a concurso na categoria de Arquitetura Cultural e assinado pelo ateliê nacional OTO.

 

A votação está a decorrer online e todos os leitores estão convidados a escolher os seus projetos preferidos até ao próximo dia 4 de Fevereiro, ficando automaticamente habilitados a ganhar dois iPads. O

 

Os ateliês vencedores receberão impressoras HPT520 Designjet T520 ePrinter (primeiro lugar) e HPT120 Designjet ePrinter (segundo e terceiro lugares).

 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?