Prémio Fernando Távora atribuído por unanimidade à Arquiteta Isa.Clara Neves

Categorias: Arquitetura

A proposta "Abordagem científica ao projeto de arquitetura: desde as racionalidades modernas. Entre Europa e Estado Unidos da América", da arquiteta Isa.Clara Neves, venceu por unanimidade o Prémio Fernando Távora.

A proposta pretende "contribuir para a construção de uma visão crítica acerca da influência da tecnologia computacional na disciplina", segundo o texto da arquiteta, segundo um comunicado enviado à agência Lusa, pela Secção Regional Norte – Ordem dos Arquitetos (OASRN).

"Metodologicamente a viagem divide-se em três diretrizes: primeira, visita aos arquivos dos centros de investigação pioneiros dos anos 1960, em que se integrará a presença de Nuno Portas no debate internacional; segunda, registo de obras de arquitetura racionalista, de base metodológica, até obras de maior complexidade algorítmica; e, terceira, visita e análise das instituições de ensino/investigação atuais, relevantes na relação da arquitetura com o potencial computacional", segundo o texto de Isa.Clara Neves.

A arquiteta considera que, quando em 1960 Fernando Távora (1923-2005) viajou até aos Estados Unidos, pretendia "trazer respostas claras para o sistema de ensino de arquitetura em Portugal".

A viagem proposta contribuirá deste modo para a construção de uma visão crítica acerca da influência da tecnologia computacional na disciplina.

O júri desta 13.ª edição do Prémio Fernando Távora foi constituído por José Gomes Fernandes e Carlos Prata, indicados pela Casa da Arquitectura, Nuno Sousa, em representação da OASRN, Benedita Sequeira Pinto, neta do arquiteto Fernando Távora, e pelo catedrático de Medicina Manuel Sobrinho Simões, que apresentou uma conferência sobre o tema "A Viagem", no anúncio do prémio, hoje à noite, em Matosinhos.

A arquiteta Isa.Clara Neves desenvolve, atualmente, investigação de pós-doutoramento, intitulada "A Construção de uma Perspetiva Computacional na Arquitectura. O Contraponto Português", no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e no College of Arts and Architecture at The Pennsylvania State University, com uma bolsa da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Para a concretização da proposta "Abordagem científica ao projeto de arquitetura: desde as racionalidades modernas. Entre Europa e Estado Unidos da América", Isa.Clara Neves vai receber uma bolsa de viagem no valor de seis mil euros.

A conferência de apresentação do resultado da viagem de Isa.Clara Neves vai realizar-se no próximo dia 01 de outubro, Dia Mundial da Arquitectura, na Câmara Municipal de Matosinhos.

Isa.Clara Neves é doutorada em Arquitetura, pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, desde 2010.

Segundo a OASRN, desde a sua investigação de mestrado, "explora uma apreciação da teoria da arquitetura moderna e contemporânea dentro de um domínio computacional, revelando e refletindo sobre alguns dos contextos culturais, históricos e tecnológicos que influenciaram o surgimento de uma prática computacional na arquitetura, que se tem vindo a construir ao longo dos últimos 60 anos".

A arquiteta colaborou com Eduardo Souto de Moura, entre 2007 e 2010, fundou a revista Nexus e tem assinado vários artigos, tanto em revistas como catálogos.

O Prémio Fernando Távora é organizado pela OASRN em parceria com a Câmara de Matosinhos e a Casa da Arquitectura, sendo patrocinado pela seguradora Ageas Portugal, e é uma homenagem a Fernando Távora que, "enquanto arquiteto e pedagogo, foi uma influência para sucessivas gerações de arquitetos", afirma a Ordem.

A OASRN destaca "os hábitos do arquiteto que, durante toda a vida, viajou pelos vários continentes para estudar a arquitetura de todas as épocas".

Por isso, o objetivo do galardão, que é atribuído anualmente, "é incentivar e valorizar a Viagem de Investigação enquanto instrumento de formação do arquiteto".

Desde 2005, o prémio distinguiu diferentes arquitetos, nomeadamente Nélson Mota, Sílvia Benedito, Maria Moita, Cristina Salvador, Armando Rabaço, Marta Pedro, Paulo Moreira, Sidh Mendiratta, Susana Ventura, André Tavares e Maria Neto.

Sobre Isa. Clara Neves (Porto 1980) 
Arquitecta, professora e investigadora. 

Licenciada em Arquitectura, FAUP (Porto, 2004), mestre em Cultura Arquitectónica Moderna e Contemporânea, FAUL (Lisboa, 2009), e doutorada em Arquitectura, FAUL (Lisboa, 2015).
Desde a sua investigação de mestrado explora uma apreciação da teoria da arquitectura moderna e contemporânea dentro de um domínio computacional, revelando e reflectindo sobre alguns dos contextos culturais, históricos e tecnológicos que influenciaram o surgimento de uma prática computacional na arquitectura, que se tem vindo a construir ao longo dos últimos 60 anos.

Colaboradora de Eduardo Souto de Moura entre 2007 e 2010. Fundadora da revista Nexus. Autora de artigos publicados em revistas e livros tais como CASA INTERNATIONAL Magazine Pequim, China, PLI, Catálogo Mesa “Eduardo Souto Moura _ 30 anos, projetos seleccionados”, Trends Magazine, Catálogo Swissport09, Revista LaMag. Autora de artigos científicos como eCAADe, CAADRIA, SIGraDI, PARC, Journal IJAC. Oradora em eventos/organizações como Campus Ultzama 2012, Iberian Architecture 2012 Reencounters, Arquibio, Estratégia Urbana, entre outros. Coordenou e coorganizou eventos como DIGITAL DARQ, Future Traditions. 

Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE