Projeto ‘An Inverted Spectator’ para Marvila e Bonell+Dòriga vencem Prémios da Trienal de Lisboa 2019

Categorias: Arquitetura

No passado dia 5 de outubro, o pequeno auditório do CCB encheu-se para distinguir as mais diversas gerações e práticas da arquitectura contemporânea na Trienal 2019. A par da já anunciada Denise Scott Brown, Prémio Carreira Trienal de Lisboa Millennium bcp, foi também anunciados os vencedores do Prémio Début e Universidades.

Em representação da mãe, que não pode viajar, Jim Venturi subiu ao palco para lembrar não só a importância da arquitectura e deste reconhecimento, como também para parabenizar a mãe pelos 88 anos feitos no dia de abertura da Trienal, a 3 de Outubro, “talvez numa slot machine de um casino de Las Vegas”, disse, a brincar. Também sobre Las Vegas a Trienal se debruçou para levar ao público um ensaio crítico escrito em 1969 “Sobre a Arte Pop, a permissividade e o planeamento”, traduzido para Português por Joaquim Moreno e Telma Costa. O arquitecto norte-americano Enrique Walker, foi quem discursou em nome de todo o júri para relembrar a arquitecta como uma das vozes incontornáveis do Século XX, cujo diálogo e discurso ainda se mantém e inspiram várias disciplinas. A obra de arte intitulada “Ana” (2019), atribuída a Denise foi concebida pela artista portuguesa Leonor Antunes. Esta delicada peça original é, segundo Jim, uma personificação dela própria referindo que “as ligações e as relações são isto mesmo, um triângulo de possibilidades. Esta peça é ela”.

A distinção Début Trienal de Lisboa Millennium bcp foi atribuída à dupla espanhola Bonell+Dòriga (Laura Bonell e Daniel López-Dòriga), justificada pela forma como articulam passado e presente, através da preservação de carácter e na exploração de novas formas de viver. O atelier catalão ganhou reconhecimento com o trabalho A Series of Rooms, apresentado nesta cerimónia, que explora a multidisciplinaridade dos espaços domésticos e os arquétipos do habitar Como arquitectos em início de percurso, Ana Dana Beroš, directora da Fundação Mies van der Rohe, acredita que são quem detêm a resposta e responsabilidade sobre a crise actual, uma crise económica, política e ambiental.  Um conjunto de práticas radicais fundamentadas na razão e nos processos que vão além do objecto arquitectónico, catalisando a emancipação e a colectividade, foi outro dos elogios aos finalistas Début, de Ana. Para os vencedores, ser début significa empregar em cada obra da arquitectura, a curiosidade, a energia e o sentido de oportunidade. Atribuído por António Monteiro, presidente da Fundação Millennium bcp, a dupla de Barcelona levou para casa não só o reconhecimento, como também um prémio no valor de 5000€.

 

Num olhar sobre o território nacional, mais precisamente sobre Marvila, e na última categoria, o Prémio Concurso Universidades foi entregue ao projecto An Inverted Spectator, do Instituto Superior Técnico, constituído por Bárbara Fonseca, Carolina Claro, Francisco Gomes, João Neves, cujo resultado da chamada foi desenhar um centro comunitário para esta zona oriental da cidade.  As duas menções honrosas foram Hortus Conclusos e Sequences, ambos do Departamento de Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa, da autoria de Mats Einevoll Heggernaes e Julia Kolacz, respectivamente. A enaltecer a importância deste prémio, subiu ao palco Catarina Vaz Pinto, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, parceiro estratégico da Trienal de Arquitectura de Lisboa, que relembrou a integração deste concurso no programa europeu ROCK (Regeneração e Optimização para Cidades).

Estes premiados podem ser vistos na exposição Beleza Natural, no Palácio Sinel de Cordes, onde se integram os outros projectos seleccionados.

Entre exposições, Projectos Associados e visitas comentadas pelos curadores, inaugurámos a Trienal 2019. Num ambiente festivo de elogio à arquitectura, decifrámos juntos o significado de economia de meios, interpretámos a evolução do ornamento na história da arquitectura e percebemos como é que se constrói a imaginação. Para lá desse mundo interior, celebrámos juntos os talentos com os Prémios Trienal de Lisboa Millennium bcp.

 

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

BMI Portugal

Garantimos soluções eficientes para coberturas  

MOON

A única placa de comando em cerâmica.