Rafael Moneo distinguido com o Leão de Ouro de carreira da Bienal de Veneza 2021

Categorias: Arquitetura

O arquiteto espanhol Rafael Moneo foi distinguido com o Leão de Ouro de carreira da Bienal de Veneza de Arquitetura, anunciou a organização.

A decisão do conselho de administração da bienal foi tomada com base na recomendação do curador-geral do certame dedicado à arquitetura contemporânea, Hashim Sarkis, que o descreve como “um dos arquitetos mais transformadores da sua geração”.

Moneo, de 83 anos, galardoado com o Prémio Pritzker em 1996, assinou projetos emblemáticos em Espanha, como o Museu do Prado, a Estação Ferroviária de Atocha, ambos em Madrid, o Kursaal Auditorium, em San Sebastian, e, nos Estados Unidos, a Catedral de Los Angeles.

Como professor, guiou várias gerações no caminho da arquitetura como vocação, e como académico e crítico, combinou os processos visuais e rigor analítico para reinterpretar alguns dos mais icónicos edifícios históricos, usando um olhar inovador, sustenta a organização.

O Leão de Ouro de carreira “é totalmente adequado para o arquiteto que participou no projeto de habitação de Giudeca, em 1983, que venceu o concurso para a criação do novo Cinema Palace do Lido de Veneza em 1991, e que deu a muitos uma verdadeira lição de arquitetura, a partir de Veneza”, sublinha a bienal, em comunicado.

Rafael Moneo esteve na Casa da Arquitectura em novembro de 2019, à conversa com Eduardo Souto de Moura no debate “A Construção é um Conceito”, no âmbito do Programa Paralelo da Exposição “Souto de Moura – Memória Projectos, Obras” e integrado nas comemorações do 2º Aniversário da Casa da Arquitectura.

© Casa da Arquitetura

Fotografias: Ivo Tavares studio – fotografia de arquitectura

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Webinars Leca®

Inscreva-se!

Prémios de Arquitetura BigMat’21

Mais informações »