Studio Dois Arquitectura vence Prémio de Arquitectura da Madeira e Porto Santo 2021

Categorias: Arquitetura
O Studio Dois Arquitectura, dos arquitetos Carolina Sumares e Rik den Heijer, venceu o Prémio de Arquitectura da Madeira e Porto Santo 2021 com o projecto Casas da Vargem, na Ponta do Sol.

O prémio foi entregue no dia Mundial da Arquitectura, na Casa Frederico de Freitas, pelo secretário regional do Turismo e Cultura.

O Prémio de Arquitetura da Madeira e Porto Santo, cujo objetivo é premiar obras que se distinguiram, alternando a cada ano obras novas e de reabilitação, valorizando a arquitetura regional e os arquitetos.
Neste 1º ano estiveram a concurso 15 candidaturas a Premio Obra Nova versando sobre as mais diversas áreas de intervenção no território.
Os elementos do Júri analisaram e avaliaram in loco as obras candidatas de acordo com os objetivos e critérios de qualidade patentes no Regulamento do Prémio.

Por unanimidade o Prémio desta 1ª edição foi atribuído à candidatura Casas da Vargem, na Ponta do Sol, do atelier Studio Dois Arquitetura, uma obra cujo projeto é uma coautoria dos arquitetos Carolina Sumares, Rik den Heijer e Dirk Mayer.

Este projeto privilegia a relação da construção com a envolvente, eternizando a beleza dos poios e socalcos madeirenses. A primazia dada aos materiais característicos da ilha confere uma mística especial ao projeto que encanta turistas e locais. Para Carolina Sumares, o prémio recebido é o reconhecimento por este projeto e pelo trabalho feito nos últimos dez anos. “É o reconhecimento da arquitetura contemporânea e do seu valor”.

“As ruínas em pedra tornaram-se a referência para a nova construção, interessava-nos que a nova casa tivesse a mesma escala das antigas casas tradicionais de pedra. Criamos pequenos volumes, com a escala das pré-existências, que foram implantadas nos poios. Quando estamos no interior da casa percebemos que os espaços interiores acompanham o perfil natural do terreno, permitindo que todos os espaços tenham uma ligação direta com o exterior, com os pátios e jardins, criando diferentes níveis de privacidade e jogos de luz e sombras. As zonas ajardinadas dos pátios e terraços tornaram-se o elemento predominante, mesclando a construção com a envolvente.”  Texto retirado da memória descritiva do projeto.

Fotografias © Fernando Guerra

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Biblioteca BIM Leca ®

»