Vencedores do Prémio Nacional de Reabilitação são conhecidos a 17 de setembro

Categorias: Arquitetura

Os vencedores da edição de 2020 do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana serão conhecidos a 17 de setembro, numa cerimónia que terá lugar nos Jardins do Palácio de Cristal, na cidade do Porto.

A celebrar a sua 8ª edição, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana registou um novo recorde de pré-inscrições, com 88 registos, dos quais confirmaram a participação 76 candidatos, de norte a sul do país, incluindo ilhas. Nomeadamente, 39 projetos de habitação, o tipo de projeto mais representativo, a que acrescem 20 projetos de turismo, 13 de impacto social e 4 de comércio e serviços.

Concorrem a 10 categorias, nomeadamente Habitação, Comércio & Serviços, Turismo, Impacto Social, Eficiência Energética (atribuído pela ADENE), Reabilitação Estrutural, Restauro, Intervenção Inferior a 1.000 m²; Cidade de Lisboa e Cidade do Porto.

Este ano a cerimónia adota um novo formato, pela primeira vez num espaço ao ar livre, nos emblemáticos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto, cidade anfitriã da edição de 2020 do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana. A cerimónia decorrerá no final da tarde do dia 17 de setembro. Bárbara Guimarães fará a apresentação da mesma.

A difícil decisão de escolher os melhores entre os melhores, caberá a um júri constituído por cinco personalidades das áreas da Economia, Imobiliário, Arquitetura, Engenharia e Património. Integram o painel de jurados da edição de 2020, o economista João Duque, os arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos, bem como os engenheiros Manuel Reis Campos e Vasco Peixoto de Freitas.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana conta com o Alto Patrocínio do Governo de Portugal e da Associação Comercial do Porto, bem como com o amplo apoio da SECIL.

A iniciativa reúne também um vasto apoio do setor empresarial, institucional e da sociedade civil. A Schmitt+Sohn Elevadores, a Savills e a Victoria Seguros, são as empresas que patrocinam esta iniciativa na categoria platina; enquanto que na categoria ouro alinham a Revigrés e a Sanitana.

Na fileira institucional, o IMPIC, CPCI, Ordem dos Arquitectos, Ordem dos Engenheiros, União das Misericórdias Portuguesas, ALP, APPII, Ordem dos Engenheiros Técnicos, GECoRPA – Grémio do Património e a Associação da Hotelaria de Portugal são as entidades que apoiam o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana.

LINKS
Galeria
noticias RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Goma by Flowco

Azulejos ecológicos fabricados em Portugal