Academia 20

Categorias: ginásios

O desafio de criar um ginásio diferenciador, que quebrasse com os estereótipos dos ginásios habituais, levaram à conceção da Academia 20 um ginásio com identidade própria.

O ponto de partida foram 2 pavilhões industriais devolutos, presos a um loteamento na zona industrial de espinho, onde os limites do espaço, e a relação exterior/interior estavam definidas logo desde o início.

A organização interior foi estruturada tendo como principal enfoque o espaço da área de treino, mas sem perder de vista toda a envolvente de apoio que é fundamental para o funcionamento do ginásio.

A receção assume-se como um espaço de boas vindas, sendo a partir dele que faz toda a distribuição, possuindo uma permeabilidade visual sobre a área de treino, permitindo que haja um contacto direto. A fronteira entre treino e espaços de apoio é delimitada por uma parede de vidro a todo o seu comprimento.

A receção assume também o papel de distribuidor, encaminhando para o bar e área de acesso reservado aos sócios.

A ideia de implementar um Bar, como sendo um programa acessório, tem como objetivo criar uma sala de estar para os seus utilizadores. A estrutura organizativa foi desenhada de forma a que o bar pudesse ser usufruído pelos sócios bem como pessoas externas ao mesmo. Através da permeabilidade visual que existe entre o bar e área de treino pretende-se que cative as pessoas a usufruírem do ginásio.

A área reservada aos sócios para além da zona de treino é constituída pelo balneário para pessoas de mobilidade reduzida, balneários dos professores, gabinetes de apoio ao socio, para consultas de nutrição, avaliações físicas e massagens, no primeiro andar situam-se os balneários para o publico geral.

A área de treino assume-se como um open space, com uma clareza formal as suas linhas retas caracterizam-no. Um teto que transmite através das suas coberturas inclinadas a unidade industrial que foi anteriormente, pautado pelas suas claraboias que permitem a entrada de luz natural que intensificam as formas do espaço interior e alcançam a vida e identidade que pretendemos transmitir . Tudo em sinergia com a sua leveza e calma transmitida pela cor branco, pretende-se que o seu utilizador se sinta tranquilo e focado no seu treino, deixando lá fora todo o stress citadino.

Através da área de treino acedemos às salas de aulas, localizadas no 1º andar, duas localizadas no primeiro pavilhão, e uma terceira localizada no segundo pavilhão, por cima do Bar.

Finalizando, toda a harmonia interior é fechada com o seu exterior como se de uma caixa se tratasse. Revestida com placas perfuradas, permitindo que a energia criada no seu interior possa ser transmitida para o exterior.

Acima de tudo, o nosso pensamento esteve focado no pressuposto de que a Academia 20 deveria ser um ginásio para todos, mais do que um espaço de treino um local de convívio e confraternização, dentro de um espaço moderno e atual.

Galeria
TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA
Projeto
Academia 20
 
Localização
Rua 20 no 2394 Espinho, Portugal
Arquitetura
Studioworkers
Arquiteto Autor
Diogo Machado Arqº
Colaborador
Pedro Cardoso Arqº
Estruturas
Rodolfo Tavares
Hidráulica
Sérgio Almeida
Acústico
Sérgio Almeida
Térmica
António Albertino
 
Elétrica e Telecomunicações
José Pedro Oliveira
Identidade Cooperativa
Daisi Araújo
Construtores
Evo Construções, Transviga (Estruturas pré-fabricadas)
Fullcom (eléctrica e telecomunicações)
Climavento (Ventilação e Climatização)
Fabricantes
Equitone
Rcn Aluminio
Forbo
Área
1135 m2
Ano
2018
Fotografia
Ivo Tavares Studio
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total

MOON

A única placa de comando em cerâmica.