Apartamento Rua de Aveiro

Categorias: Unifamiliar

O objetivo do encargo era reconverter um antigo escritório de dois pisos num apartamento de aluguer. 

A proposta, que se desenvolve no piso inferior, centra-se em reconverter um espaço reduzido, originalmente subdividido e escuro, para acolher as zonas sociais da casa.
A intervenção propõe deixar fluir a luz, convertendo-o num espaço diáfano e aumentando a sensação de amplitude. A principal decisão tomada é não construir, intervir prescindindo da obra tradicional, a favor de uma abordagem em seco, mais simples, sem criar novas paredes ou divisões. Para isso, a planta é esvaziada, introduzindo-se no espaço diáfano unicamente 3 móveis de madeira que organizam o espaço.
Em primeiro lugar, uma caixa contém as zonas húmidas: cozinha e casa de banho. Um móvel com estante e mesa dá forma à entrada e a um pequeno escritório debaixo da escada. Por último, um móvel baixo separa as áreas de estar e comer.
Apenas com estes 3 objetos se dá forma aos espaços da casa, sempre conectados visualmente, para manter a unidade e deixar fluir a luz 
que entra de sul.
Este trabalho, mais próximo da carpintaria que da construção, centra-se nos detalhes e nos encontros. Reduzindo-se ao mínimo os elementos, as ferragens, os interruptores, etc., os objetos são desenhados para apresentar a maior sobriedade possível, resultando num elevado grau de abstração e dotando a casa de reforçada clareza espacial.
TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

ARQUITECTURA João Branco
COLABORADORES Gerson Rei
FOTOGRAFIA do mal o menos

FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Goma by Flowco

Azulejos ecológicos fabricados em Portugal