Casa em São João de Ovar

Categorias: Unifamiliar

O terreno em causa tem uma área de 500,00 m2 e confronta a Norte e Poente com arruamentos de acesso, tendo a Nascente e Sul dois lotes como confrontantes.

 

A sua localização apresenta boas condições de exposição solar, assim como a configuração rectangular permite manter uma proporção capaz de acolher um programa de tipologia tipo T3, como pretendido.

O projeto, enquadrado pelas condicionantes legais, nomeadamente os índices de construção, volumetria e afastamentos, procura responder de forma adequada ao programa, desenvolvendo-se para o efeito uma volumetria de dois pisos, com um programa maioritariamente de uso público no rés-do-chão e de uso predominantemente privado no piso superior.

Tanto no piso inferior como no superior, os espaços de utilização principal têm áreas exteriores de apoio (esplanadas de apoio à sala e cozinha, pátio de apoio à lavandaria, varandas de apoio aos quartos), integrados não só na construção em si mesma como nos espaços exteriores tratados, com jardim e muros de vedação.

O espaço de garagem, é desenhado também de forma mais flexível, podendo ser apropriado como sala ou espaço polivalente já que não só se abre para o acesso exterior automóvel como também para o jardim.

A habitação apresenta igualmente uma certa diferenciação na forma como interage com a envolvente próxima, mantendo poucas aberturas e mais controladas para Norte, junto aos acessos, fechando maioritariamente a Nascente, espaço de acesso pedonal e automóvel, orientando essencialmente os quartos e sala/cozinha para Poente e no piso inferior também a sala e escritório para Sul.

Os espaços exteriores cobertos ou semi-cobertos como as varandas dos quartos ou da sala/cozinha permitem ampliar os espaços interiores e introduzir momentos de maior relação entre interior e exterior, potenciando a utilização plena não só dos espaços construídos como dos espaços exteriores adjacentes.

A vedação é executada com umas lâminas em chapa de aço corten que permitem manter uma imagem cuidada e cujo resultado formal é quase só a transposição da resultante construtiva, o que aliás impera também na forma como a habitação se constrói e se mostra, crua e aparentemente despida de qualquer intenção de procurar a beleza para além daquilo que a construção pode dar.

Quanto aos materiais de acabamento da construção proposta, prevê-se a utilização de uma estrutura de betão armado, com alguns paramentos exteriores em betão aparente, sendo que se propõe o revestimento do piso inferior com painéis viroc, quer pelo exterior como pelo interior, nas paredes, com um piso em microcimento e após a cinta de betão aparente entre pisos, a utilização do sistema capoto com paredes rebocadas e pintadas em branco pelo exterior e um revestimento com contraplacado de madeira pelo interior e um pavimento em soalho de madeira.

Esta propositada diferenciação entre pisos ajuda a criar atmosferas distintas, quer se trate do espaço de uso comum, mais formal, neutro e simultaneamente flexível, quer se trate dos espaços de uso privado, mais quentes, confortáveis e próximos de uma apropriação mais pessoal – a forma como se materializam, sendo comum, apesar da paleta de materiais diferente, confere, contudo, uma identidade que assume uma certa austeridade formal, vista quase como despretensão de desenho.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Casa em São João de Ovar

Localização
Ovar, Portugal

Arquitetos
Nelson Resende

Arquiteto Responsável
Nelson Resende

Estruturas
João Almeirante, Engenheiro Civil

Águas, Térmico, Acústico
João Almeirante, Engenheiro Civil

Instalações Eléctricas, Gás
Nuno Leite, Engenheiro Electrotécnico

Construção
Vários empreiteiros

Área
244.45 m2

Ano do projeto
2017

Fotografias
João Morgado

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Formação

Renderização e Pós-Produção Nível I

Workshop

Como Vender o Que Não Se Vê