Casa GD

Um dos maiores desafios desta reabilitação foram as dimensões reduzidas do lote e a envolvente consolidada, assim sendo, a relação entre escala e proporção foi desde o início um compromisso. Recorrendo a uma linguagem depurada com pormenores de contemporaneidade que resultam de uma reinterpretação da linguagem e das matérias aplicadas tradicionalmente na vila de Cascais, o edifício ergue-se de forma uniforme na frente rua, mantendo a identidade cascalense e as linhas originais, respeitando o imaginário da envolvente.

A edificação funciona em quatro níveis diferentes, três deles unidos por uma escada que se afirma como peça escultórica que faz parte do percurso arquitetónico; esta escada é inicialmente contígua ao mobiliário mas, conforme a ascensão, vai se desligando e tendo uma aparência mais leve, permitindo uma relação mais permeável entre os níveis. De forma a haver um maior aproveitamento de espaço e luz, as áreas são bastante amplas, especialmente no piso 1, ao nível da rua, onde o espaço é completamente aberto, criando a sensação de amplitude e beneficiando em termos de áreas úteis. Nos pisos intermédios desenvolvem-se quartos e casas de banho, sendo o terceiro piso dotado de uma varanda recuada, que permite o acesso ao último nível, onde encontramos um terraço, resultado da subtração de matéria, “escavado” na cobertura inclinada tradicional.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA
Projeto
Casa GD
Localização    
Cascais
Arquitectura
Marco Ligeiro
Colaboradores
André Caetano, Gabriela Garcia, Luís Pereira
Construção
Construções Gouveia & Lourenço
Programa
Reabilitação de Habitação Unifamiliar
Serviços
Projecto de Arquitectura
Projecto de Execução
Fiscalização
Área de construção
131 m2
Ano de projeto
2016
Conclusão da obra
2019
Fotografia
Ivo Tavares Studio
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Dekton by Cosentino

Projetos sem limites

Vulcano

O parceiro certo para um apoio total