Casa Cacém

Refere-se um projecto de alteração e ampliação de um edifício de habitação unifamiliar sito na Rua Ribeiro de Carvalho, na freguesiade Cacém-São Marcos, concelho de Sintra. Nesta propriedade com 561 m², desenvolvida em duas cotas diferentes, está implantado um edifício bastante antigo com a sua construção anterior a 1951, que apresenta neste momento um avançado estado de má conservação e degradação tal, que prejudicam totalmente a sua utilização para os fins a que se destinam, sendo classificado como “edifícios em ruínas”.

A intervenção que se propõem vai no sentido de tornar estas construções novamente habitáveis, assegurando o preenchimento dos requisitos de habitabilidade e salubridade de hoje em dia, e requalificando um edifício obsoleto, que tem o seu valor no contexto urbano onde se insere. Além das alterações exteriores ligeiras e interiores profundas, propõem-se uma ampliação da habitação, que apesar de respeitar a maioria da implantação das construções existentes, será efetuada ao nível do primeiro piso, na zona mais a norte, onde as construções existentes serão alargadas para permitir um maior aproveitamento interior dos seus volumes, e ao nível de uma cércea que se elevará em cerca de 1,20m, aproveitando o facto da cobertura ter de ser integralmente reconstruida, e permitindo assim o aproveitamento do sótão para arrumos. Contudo, mantém-se a traça da casa, reabilita-se as fachadas principais das construções existentes e a memória das ruinas e da sua materialidade, visando promover a qualificação dos elementos do contexto e respeitar a valorização e integridade formal do edifício e imagem global já construída.

A linguagem despojada utilizada na fachada principal do edifício existente mantém-se, onde é bem visível a recuperação e requalificação dos elementos mais marcantes deste alçado, como o friso de transição entre pisos, o tratamento dos beirados e da cobertura, e a métrica regular dos vão de iluminação, que alguns foram intervencionados para vãos de sacada, enfatizando as cantarias em pedra. Quanto aos revestimentos exteriores, mantém-se o reboco pintado, mas agora escolheu-se uma cor mais marcante – o Vermelho escuro/Bordeaux e debruado com a cor branca nos cantos das fachadas, no soco e nas cantarias. Destaca-se ainda a cobertura, que apesar de ter uma nova configuração em termos de declives no volume intervencionado a Norte no logradouro tardoz, uma vez que não era viável o respeito pela incoerência existente, prevê a extensão das características essenciais das coberturas dos edifícios confinantes, designadamente no que concerne aos revestimentos e materiais, em telha cerâmica tradicional.

A habitação preexistente era suportada na sua maioria por paredes em pedra, e estava dividida em pequenas subdivisões que hoje em dia são praticamente inexistentes, dado o avançado estado de degradação da casa. As alterações previstas no edifício mantém as paredes principais em pedra existentes e a configuração do edifício em termos de implantação, mas agora com áreas mais confortáveis que promovem a valorização do imóvel, distribuindo-as ao longo de dois pisos de habitação, com o apoio de um sótão para arrumos que aproveita o espaço de esconso da cobertura ainda assim garantindo a iluminação e arejamento deste espaço, através da abertura de vãos de cobertura, tipo velux.

Em termos organizativos habitacionais, o piso térreo deste edifício, desenvolve-se duas zonas – a zona de entrada com os acessos verticais principais da casa; e uma zona com dois quartos e instalação sanitária comum, que se desenvolvem a uma cota ligeiramente mais baixa, já existente na construção original, e que usufruem do logradouro dianteiro. No piso superior, a zona social da casa é composta por instalação sanitária, cozinha com zona de jantar integrada e sala com lareira aproveitando a chaminé já existente, e a zona privada constituída por uma suite e um quarto. Todos estes espaços abrem-se para a zona de logradouro tardoz a norte, aproveitando o espaço exterior mais contido pela configuração do edifício em L.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto
Casa Cacém

Localização
Cacém, Sintra, Portugal

Cliente
Privado

Fase
Construção

Ano
2019

Imagens
Darq

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Subscrever Newsletter

Já subscreveu a nossa newsletter?  

World Architecture Festival 2022

Take a ticket here »