Casa Rua da Natária

A Casa Rua da Natária foi construída para uma pianista que pretendia ter o seu piano de cauda e um antigo cravo, no piso térreo, em contacto com o pátio posterior e o jardim. Assim, e neste piso, uma escada central, em betão aparente, divide a entrada de pessoas e automóveis da Sala de Música, sendo esta bem iluminada por uma longa janela.

No primeiro andar, essa escada central transforma-se numa estrutura metálica, mais leve e transparente, articulando a cozinha (voltada para a rua) com a sala (voltada para o pátio posterior). No último piso, a mesma escada culmina num patamar, ligando o quarto da frente ao quarto das traseiras, ambos servidos por sanitários próprios.

A esta simplicidade tipológica corresponde uma simplicidade de opções arquitetónicas: tetos em betão aparente; paredes rebocadas; pavimentos, caixilharias e móveis de cozinha em madeira; e o uso pontual de mármore nos sanitários.

Os detalhes mais sofisticados são aplicados aos elementos-chave do projeto: à escada metálica central e às fachadas frontal e posterior. A escadaria é formada por dois lanços unidos por um patamar semicircular, com degraus forrados a madeira. É complementada por um corrimão linear em ferro, concebido em semicírculo perimetral, mas também em triângulo, no seu centro. Como referido, as fachadas são edificadas em betão aparente, sendo a a sua textura moldada por um molde drapeado realizado em madeira.

Vista da rua, esta casa vive entre o ecletismo das edificações vizinhas, contrastando com suas formas e cores, não pela sua exuberância, mas pela sua estreiteza, verticalidade e simplicidade.

Este projeto pretende dialogar com uma longa tradição arquitetónica do Porto e de outras cidades europeias de origem medieval/burguesa. Para tanto, reinventa o lote tradicional dessas cidades – estreito em largura e longo em comprimento – provando que este pode ser adaptado a novas formas de vida.

Esta casa é simultaneamente simples, na sua tipologia, e graciosa no desenho dos seus elementos estruturais. Esta filosofia de projeto pode servir de exemplo para intervenções futuras, neste tipo de lote, que não pretendam disfarçar a sua contemporaneidade, nem se envergonhar da sua frugalidade.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

Casa Rua da Natária

 

Localização

Porto, Portugal

 

Cliente

Privado

 

Arquitetura

Pedra Líquida 

 

Equipa

Guiomar Rosa, Hugo Natário, Jorge Gomes

Fabricantes

Carpilux, Duravit, JNF

Engenharia Estrutural

João Lima

 

Hidráulica

Luisa Miguel

 

Térmica

Filipe Trindade

 

Acústica

Rui Ribeiro

 

Mecânica

Filipe Trindade

 

ITED

Filipe Trindade

Fotografias

José Campos 🔗

 

Área

169 m²

 

Ano

2019

Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE