Centro de Interpretação da Batalha de Atoleiros

Categorias: Museus

O Centro de Interpretação da Batalha de Atoleiros, em Fronteira, é um equipamento cultural destinado à apresentação e evocação da batalha ocorrida no dia 6 de Abril de 1384, dada a sua importância no contexto das lutas dinásticas entre o reino de Portugal e Castela, no final do século XIV.

Dada a impossibilidade de construir o Centro de Interpretação no próprio local, deliberou a Câmara Municipal de Fronteira a sua construção no centro da Vila, num local com grande visibilidade e inserido num parque urbano que simula / invoca o campo de batalha.

No decorrer da visita ao Centro de Interpretação da Batalha de Atoleiros – Fronteira, os visitantes irão experimentar diferentes perspectivas visuais sobre o campo de Batalha, mas também sobre a história, através dos seus protagonistas e autores, levadas pela mão do pintor Martins Barata.

O volume construído do edifício remete a um imaginário da construção de taipa tradicional, recorrendo a uma textura rugosa, oriunda da utilização de betão colorido, com várias texturas. A textura é reforçada com a interposição de linhas de lajes de xisto colocadas na junta horizontal.

Como um todo, o edifício gera uma presença gravitacional, quase como uma escultura de terra colorida evocando o tempo em padrões e nuances, lembrando uma batalha entre um corpo pequeno e um outro de maior dimensão, como dois exércitos em conflito.

O uso combinado entre paredes de concreto e uma estrutura em pórtico de pilares, vigas e lajes, permite grandes vãos para a área de exposição.

A estrutura permite a presença de um grande plano de vidro que estabelece a relação visual entre o espaço interior e as áreas exteriores, entre a exposição e o parque.

A paisagem do sul de Portugal tem tons dourados e avermelhados. O revestimento vermelho do edifício simula essas cores e texturas potenciando e reforçando o sentido de pertencimento.

Cor e textura são combinadas também no revestimento do pavimento do parque, emoldurando o Centro de Interpretação e reinterpretando o real campo de batalha.

TAGS
LINKS
FICHA TÉCNICA

Projeto

Centro de Interpretação da Batalha de Atoleiros
 
Localização
Fronteira, Portugal

 

Área
935,0 m²
Ano do projeto
2012

 

Arquitetos
Gonçalo Byrne Arquitectos, Lda + Oficina Ideias em Linha – Arquitectura e Design, Lda

Arquiteto responsável
Gonçalo Byrne, José Laranjeira
Equipe de Projeto 
Doriana Reino, Ana Abrantes, Miguel Silva

 

Paisagista
Marta Byrne
Engenheiro Estrutural
Miguel Villar, Dina Martins
Projeto hidráulico, de drenagem e proteção contra incêncios
Marta Azevedo, Jorge Pinheiro
Projetos de instalações elétricas e de telecomunicações
Alírio Góis
Projeto de Ar-condicionado
Galvão Teles
Projeto de segurança 
Alírio Góis
Certificação Energética
João Costa Acústica João Costa
Conteúdo Multimídia
Johan Schelfhout
Orçamento
Fidélio Santana

 

Contratante
Centrejo
 
Coordenador e supervisor de obras 
Rui Ferreira
 
Fotografias
Fernando Guerra | FG+SG
FOTOGRAFADO POR
Galeria
projetos RELACIONADOS
PUBLICIDADE

Goma by Flowco

Azulejos ecológicos fabricados em Portugal